TAP cresce 4,8% e transporta oito milhões de passageiros no primeiro semestre

A TAP acredita que o efeito das novas rotas, aliado ao tradicional maior tráfego do segundo semestre, vai permitir superar todos os recordes no número de passageiros transportados.

TAP Portugal

A TAP transportou oito milhões de passageiros (7,9 milhões) no primeiro trimestre deste ano, o que representou um crescimento de 4,8% face ao período homólogo de 2018.

Segundo um comunicado da transportadora aérea nacional, o número de passageiros transportados subiu no total da rede da companhia, mas o maior aumento, 9,6%, foi registado na região da América do Norte.

“A companhia conseguiu registar aumentos de passageiros em todos os setores de rede que opera (exceto o Atlântico Sul e Central , com destaque para a América do Norte, com mais 9,6% de passageiros transportados, para um total de 428 mil, e de África, onde a TAP cresceu 8,5%, para um total de 586 mil passageiros”, adianta o referido comunicado.

O mesmo documento acrescenta que “o Brasil registou um abrandamento ligeiro, com menos 2% de passageiros no semestre, mas com os meses mais recentes a darem já sinais de uma recuperação”.

“Em junho, por exemplo, a TAP transportou nas rotas do Brasil mais 3,4% que no mesmo mês de 2018”, revelam os responsáveis da TAP.

O mesmo comunicado acrescenta que, “nas rotas da Europa – excluindo Portugal – a TAP teve o maior crescimento absoluto, atingindo os 4,8 milhões de passageiros, mais 227 mil, ou 4,9%, que nos primeiros seis meses do ano anterior”.

“Nos voos entre aeroportos de Portugal continental (Lisboa, Porto e Faro), a TAP cresceu 1,8%. Já nas rotas dos Açores e da Madeira, a companhia aérea nacional registou um aumento de 4,9%, alcançando os 633 mil passageiros no conjunto das rotas de e para as Regiões Autónomas”, avança o comunicado da transprotadora aérea nacional.

A administração da TAP destaca ainda a ‘Ponte Aérea Lisboa-Porto’, com um crescimento no primeiro semestre de 5,8%, para os 400 mil passageiros.

“Recorde-se que, tradicionalmente, o primeiro semestre tem sempre registos inferiores aos do segundo semestre. Adicionalmente, a TAP lançou novas rotas ao longo do primeiro semestre (Telavive, Basileia e Dublin a 31 de Março; Chicago, Washington, São Francisco, Nápoles e Tenerife ao longo de Junho) e algumas já no segundo semestre (Conacri e Porto-Bruxelas), com o impacto destas no crescimento do tráfego a só se fazer sentir em pleno no segundo semestre”, destaca o comunicado.

A TAP vai ainda inaugurar, em setembro, voos entre o Porto e Munique e Lyon e entre Lisboa e Banjul.

“O efeito das novas rotas, aliado ao tradicional maior tráfego do segundo semestre permitem afirmar que em 2019 a TAP vai superar todos os recordes no número de passageiros transportados”, conclui o comunicado da transportadora aérea nacional.

 

Ler mais
Recomendadas

Aicep tem em pipeline novos investimentos de 1,01 mil milhões de euros

Novos projetos de investimento previstos para 2020 devem criar mais de 2100 empregos. O presidente da Aicep, Luís Castro Henriques mantém o optimismo na evolução da economia portuguesa

Sócios de Paulo Fernandes reforçam na Altri. Ana Menéres reduz

O valor de venda foi de 5,8 euros por ação pelo que o reforço custou à Caderno Azul 5,8 milhões de euros e à 1 Thing Investments 14,5 milhões.
Supermercados

Associação das empresas de retalho vai apresentar estudo sobre ‘e-commerce’

O estudo da Deloitte pretende identificar as barreiras existentes em Portugal ao desenvolvimento do comércio digital.
Comentários