Taxa de desemprego de 12,5% na Madeira diminui 1,8% no 1.º trimestre

A taxa de desemprego na Região Autónoma da Madeira no 1.º trimestre de 2017 está estimada em 12,5%, segundo os resultados do Inquérito ao Emprego, acabados de revelar pela Direção Regional de Estatística.

Este valor diminuiu 1,8% face ao trimestre homólogo e aumentou 1,5% face ao observado no trimestre anterior.

Nos primeiros três meses do ano, a taxa de desemprego para Portugal fixou-se nos 10,1%, valor inferior ao trimestre anterior em 0,4% e inferior em 2,3% se comparada com o 1.º trimestre de 2016.

A estimativa da população desempregada na Região fixou-se em cerca de 16,4 mil pessoas, tendo registado um decréscimo homólogo de 13,1% (-2,5 mil pessoas) e um aumento trimestral de 16,6% (+2,3 mil pessoas).

A população empregada situou-se em cerca de 115 mil pessoas, o que reflete um acréscimo homólogo de 1,6% (+1,8 mil empregados) e um acréscimo trimestral de 0,7% (+0,7 mil empregados).

A taxa de atividade das pessoas em idade ativa (15 e mais anos), no 1.º trimestre de 2017, foi estimada em 60,5%, valor inferior em 0,1% relativamente ao trimestre homólogo e superior em 1,4% relativamente ao trimestre anterior.

Recomendadas

APRAM recebe 4,4 milhões de euros para reduzir impacto provocado pela pandemia

O Conselho de Governo aprovou outro contrato-programa com a Investimentos Habitacionais da Madeira, até 1,3 milhões de euros, e ainda de 34 contratos-programa de auxílio ao setor da pesca.

Madeira declara estado de calamidade até novembro

O Conselho de Governo estabeleceu que “todos os estudantes do ensino superior e dos Programas ERASMUS, que frequentem a Universidade da Madeira, e todos os estudantes madeirenses do ensino superior que frequentem os estabelecimentos de ensino superior situados fora do território da região”, devem fazer um segundo testes ao coronavírus entre o quinto e sétimo dia após o desembarque na região, tal como acontece com os profissionais ligados às áreas da saúde, educação, ensino superior, social e proteção civil, que regressam às suas funções, após terem saído para territórios exteriores à ilha.
Comentários