PremiumTaxa turística no Funchal avança em 2020

A aplicação desta taxa em todos os munícipios da região pode render 5 milhões por ano, aponta o autarca.

Miguel Silva Gouveia quer que todos os municípios da região da Madeira avancem em conjunto para a criação da taxa turística, de forma a gerar mais receitas aos cofres autárquicos. Pela sua parte, o Funchal está preparado para avançar para a criação da taxa em 2020, que deverá render 3,5 milhões de euros por ano à cidade, mais 1,5 milhões aos restantes municípios da região.

O Funchal sempre vai avançar com a taxa turística? Qual o valor?
Precisamos de continuar a fazer mais [no setor do turismo]. Precisaremos de, a breve prazo, avançar com uma taxa turística. O valor de referência é um euro por noite. Se ficarem mais de cinco noites, as restantes não pagam. E excecionam-se as crianças até aos 14 anos

Quanto é que pode gerar em termos de receitas anuais?
Grosso modo cerca de três milhões e meio. O que aqui dava-nos também uma alavanca financeira para poder trabalhar outras áreas com essa dotação. Para o resto da Madeira provavelmente cerca de um milhão e meio.

Este dinheiro reverte para os municípios?
Sim. Porque é necessário continuar a investir no espaço público, nos jardins, na limpeza. Temo-lo feito recorrentemente utilizando o orçamento do município, mas obviamente dentro daquela lógica que eu falava de diversificação de fontes de financiamento.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 5 de julho.

Recomendadas

PremiumEstímulo Monetário: O risco de ressaca num mundo viciado em dívida

O medo de uma crise financeira, além da inevitável recessão provocada pela Covid-19, levou os bancos centrais a injetar liquidez no sistema, em doses gigantescas de compras de ativos. A receita está a funcionar, mas o vício do ‘Quantitative Easing’ pode resultar numa ressaca, e embora não seja provável que a inflação acelere, a verdade é que os bancos centrais compraram mais risco e criaram uma montanha de dívida que um dia terá de ser paga, alertam os economistas consultados pelo JE.

PremiumPedro Moura: “Plataforma de gestão das florestas dá para relançar a economia”

Ex-CEO da Portucel Moçambique e especialista em gestão florestal, Pedro Moura diz que a produção eficiente de 70% do território permitiria criar muitos empregos no interior de Portugal e produzir biomassa para centrais elétricas 100% renováveis.

PremiumIPMA pondera candidatura a fundos europeus para poder detetar sismos

Caracterizar com detalhe a atenuação sísmica e desenvolver um sistema de alerta precoce são algumas das melhorias a introduzir, salienta o IPMA.
Comentários