Tecnológica Nexllence vai recrutar mais 100 pessoas este ano

A empresa pretende escalar a área de consultoria e irá recorrer ao recrutamento de talentos de cibersegurança, automação, gestão de cloud e API, especialistas em Outsystems, programadores full-stack, cientistas de dados, bem como diretores de projetos e contratos.

A Nexllence, uma marca da tecnológica portuguesa Glintt, vai reforçar a equipa com a contratação de mais uma centena de profissionais até ao final do ano. A empresa pretende escalar a área de consultoria e irá recorrer ao recrutamento de talentos de cibersegurança, automação, gestão de cloud e API, especialistas em Outsystems, programadores full-stack, cientistas de dados, bem como diretores de projetos e contratos.

Ou seja, funções de elevado nível de especialidade técnica – e a Nexllence sabe que “a oferta e a procura estão totalmente desequilibradas”. “Procuramos pessoas que gostem de correr riscos, rigorosas, pragmáticas e apaixonadas por tecnologia e pela forma como esta pode transformar a sua vida e a de outros, assim como a das próprias organizações”, refere João Paulo Cabecinha, membro do conselho de administração da Glintt.

A empresa tem consciência de que a disputa pela contratação do melhor talento vai acentuar-se, mas garante ter para oferecer um ambiente de diversidade e inovação aos recursos humanos, cujo investimento é necessário para a expansão da marca em toda a Europa.

“Tentamos fazê-lo através de uma cultura orientada para as expectativas individuais e respetivo alinhamento com a organização, promovendo uma cultura de gestão por proximidade, acesso a conhecimento e desenvolvimento de competências”, diz o administrador, em comunicado enviado esta terça-feira aos meios de comunicação social.

A Nexllence foi lançada no final do ano passado, tendo neste momento uma equipa de 300 colaboradores centrados no desenvolvimento aplicacional e de infraestruturas de nova geração, com o objetivo de auxiliar as empresas no pós-Covid, alinhando tecnologia e negócio e garantindo a sua competitividade.

Recomendadas

Sonae reforça posição na Sonae Sierra ao comprar 10% do capital desta à Grosvenor

O grupo com sede na Maia passa assim a deter 80% da Sonae Sierra, depois de adquirir 10% por uns estimados 82,16 milhões de euros à Grosvenor.

CEO do Goldman Sachs anuncia investimento de 156 mil milhões de dólares na sustentabilidade

David Solomon, presidente e CEO da Goldman Sachs, anunciou o progresso anual rumo ao compromisso do banco norte-americano em termos de Sustainable Finance Commitment. O banco norte-americano quer que os EUA regressem ao Acordo de Paris.

Administração da Semapa diz que preço da OPA da Sodim é o adequado

A administração da Semapa considera a OPA oportuna e o preço de 11,40 euros, bem como as restantes condições, são as adequadas.  A Semapa também diz que a OPA não prevê a necessidade de proceder a alterações às condições atuais dos trabalhadores e que o perfil de risco de crédito da empresa não será alterado.
Comentários