Tem lareira ou recuperador de calor? Limpeza da chaminé é fundamental para que a possa acender com segurança no inverno

Antes do período de maior frio deve-se realizar-se a limpeza periódica, eliminando a substância creosoto, assim como outros detritos que se possam acumular nas chaminés, deve ser feita por empresas especializadas. Estas devem emitir um certificado que iliba a responsabilidade dos proprietários da habitação.

Quando se acende uma lareira, os gases e fumos extraídos acumulam-se nas paredes e formam uma substância altamente inflamável chamada creosoto. Se não há limpeza da chaminé, com a passagem do tempo e a constante utilização das lareiras, cria-se um ambiente propício à ocorrência de um incêndio.

A limpeza de chaminés deve estar incluída na rotina de manutenção do edifício. Negligenciar esta tarefa potencia acidentes que podem acarretar responsabilidades para proprietários ou administradores.

Antes do período de maior frio deve-se realizar-se a limpeza periódica, eliminando a substância creosoto, assim como outros detritos que se possam acumular nas chaminés, deve ser feita por empresas especializadas. Estas devem emitir um certificado que iliba a responsabilidade dos proprietários da habitação.

Esta manutenção previne o risco de incêndio e evita danos nas casas, como a má exaustão dos fumos que, com os anos, provoca mau cheiro na habitação e escurecimento das paredes.

Em Portugal não há legislação específica que obrigue à limpeza das chaminés dos edifícios, mas aconselha-se os proprietários ou condóminos a fazerem uma manutenção regular.

A periodicidade aconselhada é de dois em dois anos para chaminés de lareiras e de cinco em cinco para chaminés de cozinhas, sendo a intervenção realizada por empresas especializadas. Após o serviço, deverá ser passada uma declaração de limpeza que, em caso de sinistro, poderá vir a servir de garantia e ilibar de responsabilidades os proprietários.

Informe-se connosco.

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

Ler mais
Recomendadas

Madeira: CDS preocupado com redução do Fundo das Pensões no OE2021

António Lopes da Fonseca frisou que estavam previstos 32 mil milhões de euros para este Fundo em 2040. “Com esta retirada de quase 16 mil  milhões de euros, estima-se que, nessa data, existam apenas 16 mil milhões, cerca de metade”, frisou, destacando que muitas pessoas daqui a 20 anos poderão nem ter as suas reformas.

Governo da Madeira adjudicou empréstimo de 458 milhões de euros sem aval do Estado

A Região Autónoma da Madeira foi autorizada em sede de Orçamento Suplementar do Estado a contrair um empréstimo até 10% do PIB regional de 2018 – 495 milhões de euros – para fazer face à crise provocada pela pandemia.

Securitas vai despedir 82 trabalhadores dos aeroportos de Lisboa e da Madeira

A Securitas-Transport Aviation Security informou os trabalhadores em causa da “intenção de proceder ao despedimento coletivo” e justificou o processo com a “necessidade objetiva da redução de pessoal por motivos de mercado e estruturais”.
Comentários