Terceiro hotel da Beautique Hotels inaugurado esta semana em Lisboa num investimento de 11 milhões

O terceiro hotel da marca Beautique Hotels inaugura-se na quinta-feira na Rua da Madalena, em Lisboa, na sequência de um investimento de 11 milhões de euros e sob o tema da “saia da madalena” e do universo feminino.

Andreas Brücker/Unsplash

O Madalena Beautique Hotel, cuja abertura estava inicialmente prevista para 2019, “é uma nova experiência de hotelaria e uma expansão temática que pode levar a pensar que entramos no auge do universo feminino e do período romântico”, localizado “numa das artérias mais centrais da capital”, disse a diretora geral do grupo, Vera Rosado, em declarações à agência Lusa.

“Acreditamos que isto é um investimento inicial muito grande, obviamente, mas queremos também apostar nas localizações dos hotéis e no ‘design’”, sublinhou Vera Rosado.

O Madalena tem 38 quartos e vai empregar entre 16 e 20 pessoas, na área do alojamento, tal como acontece nos outros dois hotéis que a marca já tem abertos em Lisboa – o The Beautique Hotel WC e o The Beautique Hotel Figueira.

Já a área da restauração é gerida por um parceiro da marca, o The Table Group, do chef Hugo Landeiro.

A The Beautique Hotels é uma marca integrada num grupo português e está posicionada no mercado dos hotéis de charme, segmento superior e temático. A autoria dos projetos é do atelier de ‘design’ e arquitetura de Nini Andrade Silva.

Em 2019, os dois hotéis da marca tiveram uma taxa de ocupação média anual “entre os 90 e os 98%”, adiantou a diretora geral, e o preço médio por quarto rondou os 120 e os 130 euros.

“Acho que as localizações e os ‘designs’ distintos ajudam na venda dos hotéis”, defendeu Vera Rosado.

O próximo projeto do grupo é o Hotel dos Reis, também na Avenida Almirante Reis, em Lisboa, que à partida terá 54 quartos e um investimento estimado de 15 milhões de euros.

Segue-se a expansão do hotel WC, de 41 quartos para 83, resultante da recuperação de um edifício contíguo ao do hotel.

Estão também previstos outros dois projetos em Lisboa e o primeiro fora da capital, no Porto, “que vai ter também uma localização ‘premium’”, esclareceu a responsável.

“Gostávamos também de estar noutras capitais europeias, acho que isso é o sonho de qualquer unidade hoteleira. Sempre se falou de irmos para Londres, ou Barcelona (….), mas acho que isso também será lá mais para a frente. Mas claro que seria uma ambição”, acrescentou.

Vera Rosado notou que ingleses, alemães e franceses continuam a ser as nacionalidades que mais predominam entre os hóspedes da marca, contudo há mercados emergentes, como por exemplo, os russos, americanos e canadianos.

Após alguns constrangimentos que atrasaram a abertura do Madalena Beautique Hotel, a inauguração acontece na próxima quinta-feira, 16 de janeiro, em plena “época baixa” para a hotelaria, numa cerimónia que contará com a presença, entre outros convidados, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

Ler mais
Recomendadas

British Airways anuncia suspensão de todos os voos para a China

As companhias aéreas Lion Air, Cathay Pacific, Asiana, Jeju Air, Jin Air e Air Seoul também já anunciaram suspensão ou cancelamento de voos para território chinês por causa do coronavírus, que já matou 132 pessoas.

Santander lucra 6,5 mil milhões em 2019, menos 17% que em 2018

O banco espanhol apresentou resultados a caírem por causa dos custos extraordinários com a operação que tem no Reino Unido. Mas em Espanha os lucros subiram. O Santander Totta, em Portugal, contribuiu com 525 milhões de euros para o resultado líquido.

Já arrancou a assembleia de acionistas da Cofina para votar compra da TVI

Os acionistas da dona do Correio da Manhã vão votar a compra da TVI e um aumento de capital no valor de 85 milhões de euros para financiar a compra da Media Capital. Assembleia da Cofina tem início depois de os acionistas da Prisa já terem dado luz verde à venda da TVI.
Comentários