Tesla deverá voltar a aceitar bitcoin como forma de pagamento

Alguns investidores da Tesla, em conjunto com ambientalistas, têm sido cada vez mais críticos sobre a forma como a bitcoin é “extraída”, utilizando grandes quantidades de eletricidade gerada por combustíveis fósseis.

A fabricante de carros elétricos Tesla deverá voltar a aceitar bitcoin como forma de pagamento, disse o CEO Elon Musk, esta quarta-feira, citado pela “Reuters”.

Os comentários de Musk na conferência ‘B Word’ surgiram depois da Tesla ter dito em maio que iria parar de aceitar bitcoin como forma de pagamento para compra de carros, menos de dois meses depois da empresa ter iniciado o processo.

Musk explicou que pretende confirmar “que a percentagem de uso de energia renovável está situada em 50% ou mais e que há uma tendência para o aumento desse número”, referindo-se à energia utilizada para extrair bitcoin. “Se for o caso a Tesla voltará a aceitar bitcoins”, completou.

A utilização de bitcoin para a compra de veículos elétricos de Tesla destacou uma dicotomia entre a reputação de Musk como ambientalista e o uso da sua popularidade e estatura como uma das pessoas mais ricas do mundo para apoiar criptomoedas.

Alguns investidores da Tesla, em conjunto com ambientalistas, têm sido cada vez mais críticos sobre a forma como a bitcoin é “extraída”, utilizando grandes quantidades de eletricidade gerada por combustíveis fósseis.

Sobre o assunto, Musk referiu que “a missão da Tesla é acelerar o advento da energia sustentável. Não podemos ser a empresa que faz isso e não fazer a devida diligência no uso de energia do bitcoin”. O criador da Tesla acrescentou que possuía bitcoins, ethereum e dogecoin.

Além da Tesla, a 9 de junho, El Salvador tornou-se no primeiro país a reconhecer a bitcoin como moeda de troca legal. A lei de El Salvador definiu que a taxa de câmbio entre a bitcoin e o dólar será fixada “livremente pelo mercado” e não estará sujeita a impostos sobre ganhos de capital, como as restantes moedas.

Recomendadas

Moody’s sobe rating da Brisa Concessão Rodoviária

A “BCR”, que é a principal gestora de concessões rodoviárias do grupo Brisa, informou esta terça-feira, 21 de setembro, que a agência de rating Moody’s Investors Service reviu em alta a notação de rating da BCR.

Wall Street arranca com ganhos tímidos mas Uber dispara 7%

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta terça-feira em terreno positivo, acompanhando a tendência otimista da Europa, apesar de a OCDE ter descido a projeção de crescimento do PIB dos Estados Unidos para 6%. 

IGCP avança com troca de Obrigações do Tesouro esta quarta-feira

A agência que gere a dívida pública recompra títulos que têm maturidades em 2022 e 2024 e vende obrigações que serão reembolsadas a partir de 2028.
Comentários