Tetra Pak investiu 80 milhões de euros em embalagens sustentáveis

Desde 2012, a empresa investiu 17 milhões de euros em infraestruturas de reciclagem. Os responsáveis da empresa recordam ainda que as embalagens da Tetra Pak reduzem até 51% as emissões de carbono em todo o seu ciclo de vida.

A Tetra Pak investiu mais de 80 milhões de euros no desenvolvimento das embalagens sustentáveis do futuro. Desde 2012, a empresa investiu 17 milhões de euros em infraestruturas de reciclagem. Os responsáveis da empresa recordam ainda que as embalagens da Tetra Pak reduzem até 51% as emissões de carbono em todo o seu ciclo de vida.

Nesse sentido, “a Tetra Pak desenvolveu a campanha ‘Boa Embalagem para um Planeta Melhor’, uma campanha informativa que dá a conhecer os benefícios ambientais das suas embalagens aos consumidores portugueses”.

“A Tetra Pak tem um compromisso assumido com o meio ambiente e estabeleceu como prioridade reduzir ao máximo o impacte no planeta. Este novo ‘website’, lançado em Espanha e Portugal, tem como objetivo principal dar a conhecer a sustentabilidade das embalagens da Tetra Pak e centra-se em três pilares fundamentais: a renovabilidade, as baixas emissões de CO2 e a reciclabilidade”, explica a empresa em comunicado.

Segundo a Tetra Pak, esta plataforma informativa foi desenvolvida “para dar a conhecer os benefícios ambientais das suas embalagens para os consumidores portugueses”.

“Desta forma, a Tetra Pak deixa à disposição do consumidor um conjunto de conteúdos (vídeos, infografias e ilustrações) que mostram as vantagens ambientais das embalagens de cartão para bebidas em comparação com outras alternativas, através de informação detalhada sobre a origem das matérias primas, a redução de emissões de CO2, o uso de plásticos de origem vegetal, o consumo de cartão proveniente de florestas geridas de forma responsável, a consciencialização da importância da reciclagem e a explicação do processo de reciclagem das embalagens”, adianta o referido comunicado.

Segundo Ramiro Ortiz, recentemente nomeado diretor geral da Tetra Pak Ibéria, “combater as alterações climáticas é crucial para nós”.

“Estamos a trabalhar para apoiar o futuro sustentável do nosso planeta e o sucesso a longo prazo dos nossos clientes, contribuindo diretamente para os ‘Objetivos de desenvolvimento Sustentável’ das Nações Unidas (ODS) nºs 6, 7, 9, 12, 13, 15 e 17. Esperamos que a campanha ‘Boa Embalagem para um Planeta Melhor’ seja importante para uma escolha consciente por parte dos nossos clientes e consumidores, uma vez que explica de forma detalhada o motivo pelo qual as embalagens que produzimos são uma alternativa sustentável para o embalamento de bebidas e alimentos com o menor impacte ambiental possível. Acreditamos que todos podemos marcar a diferença ao optarmos por produtos mais sustentáveis”, defende este responsável.

De acordo dom o referido comunicado, “a Tetra Pak trabalha intensamente numa economia circular baixa em emissões de carbono para a indústria de alimentos e bebidas”.

“Inovações como as soluções asséticas, a tecnologia ‘eBeam’, as embalagens 100% renováveis e operações baixas em emissões de carbono demonstram que a sustentabilidade está desde sempre no centro da organização. São várias as conquistas registadas no plano de sustentabilidade empresarial, tanto a nível global como local, como a Tetra Pak detalha no Relatório de Sustentabilidade 2019”, assinala o referido relatório.

O mesmo documento acrescenta que “exemplos locais como a introdução no mercado português de tampas de plástico de origem vegetal produzidas a partir da cana de açúcar em substituição do petróleo, a incorporação de carros híbridos na frota de veículos da empresa, que rondará os 50% até ao final de 2019, a utilização de papel 100% FSC ou o lançamento de projetos nacionais como a exposição ‘Boa Embalagem, Boa Vida’, que registou mais de 10.000 visitantes em todo o país ou a iniciativa ‘Vem Brincar a Reciclar’ que permitiu angariar mais de 14.500 euros para a reconstrução do parque infantil da Mata de Madre Deus, em Lisboa, comprovam este forte compromisso”.

A Tetra Pak reclama ser a empresa líder mundial em soluções de processamento e embalagem alimentar.

“Trabalhamos em proximidade com os nossos clientes e fornecedores, fornecendo produtos seguros, inovadores e ambientalmente sãos, que, diariamente, dão resposta às necessidades de milhões de pessoas em mais de 160 países. Com mais de 25.000 colaboradores em todo o mundo, acreditamos numa liderança industrial responsável e numa abordagem sustentável ao negócio. O nosso lema, ‘Protege o que é bom’, reflete a nossa visão de tornar os alimentos seguros e disponíveis em qualquer lado”, conclui o referido comunicado.

Ler mais
Recomendadas

Governo aponta tecnologias como elemento chave para aumento da produtividade e adaptação às alterações climáticas

Durante a conferência “Ação Climática –Desafios Estratégicos”, que decorreu esta segunda-feira, na Alfândega do Porto, o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, afirmou que o Governo definiu “metas ambiciosas a este propósito” mas que são necessárias para corresponder às exigências climáticas e ambientais da atualidade.
António Costa Assina OE2020

António Costa entre os 64 signatários da nova iniciativa mundial pelo clima

Os líderes descrevem a promessa como um “ponto de viragem” no combate às alterações climáticas. Todos os signatários da iniciativa comprometeram-se em colocar a vida selvagem e o clima no centro dos seus planos de recuperação económica pós-pandemia.

Ação climática reúne seis ministros e 16 especialistas no Porto

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, preside à conferência e à primeira mesa redonda sobre a ação climática na recuperação económica, onde vão participar ainda António Costa Silva, Sofia Santos, Francisco Ferreira e Teresa Sá Marques.
Comentários