TikTok impugna em tribunal ordem de Trump que proíbe aplicação chinesa nos EUA

Trump acusou durante meses, sem provas, a popular aplicação de partilha de vídeos de recolher dados de utilizadores norte-americanos em benefício de Pequim.

A TikTok pediu a um tribunal de Washington a impugnação de uma ordem do Governo de Donald Trump que devia entrar em vigor na quinta-feira e que proíbe a aplicação chinesa nos Estados Unidos.

Donald Trump assinou neste verão dois decretos contra a rede social da empresa chinesa ByteDance, com sede em Pequim. O de 14 de agosto obriga a ByteDance a vender as atividades norte-americanas da TikTok em 90 dias, em nome da “segurança nacional dos Estados Unidos”.

Trump acusou durante meses, sem provas, a popular aplicação de partilha de vídeos de recolher dados de utilizadores norte-americanos em benefício de Pequim.

Após negociações com várias empresas, ByteDance e TikTok propuseram a criação de uma nova empresa que envolveria o grupo de TI Oracle como parceiro de tecnologia nos Estados Unidos e o gigante Walmart como parceiro de negócios.

O projeto parecia agradar ao Governo dos Estados Unidos, mas a plataforma ainda aguarda o sinal verde.

Dois dias antes do prazo, a empresa justifica ter recorrido à Justiça para defender os seus direitos e os de mais de 1.500 funcionários nos Estados Unidos.

A TikTok tem 100 milhões de utilizadores nos Estados Unidos.

Ler mais
Recomendadas

Moody’s reprova que Brasil exclua despesas com a pandemia do teto fiscal

A agência de classificação fez referência ao acordo entre o Governo e o Congresso brasileiros para que as despesas extras relacionadas com a covid-19 não estejam sujeitas, este ano, ao teto de gastos obrigatório.

Bolsonaro diz que lei contra discriminação salarial pode dificultar emprego para mulheres

“Você pode estar dizendo: ‘o patrão tem que tomar vergonha na cara’. Pode acontecer que o pessoal não contrate ou contrate menos mulheres. Não vou discutir o mérito. Segunda-feira é o ‘dia D’. Vou ver nos comentários desta ‘live’ se eu devo sancionar ou vetar o projeto que aumenta a multa para aquele que pague salário menor”, acrescentou o Presidente.

Itália: Draghi apresenta Plano de Recuperação esta sexta-feira

O plano conta com uma dotação de mais de 220 mil milhões de euros. O plano definitivo só será apresentado a 30 de abril e o governo quer resolver o problema de quem gere o quê. A questão determinou o fim do anterior governo liderado por Giuseppe Conte.
Comentários