Tonic App vence Lisbon Investment Summit com plataforma para ajudar médicos

A aplicação desenvolvida pela empresa nacional agrega vários conteúdos e ferramentas de que os clínicos necessitam para tratar os seus pacientes. A startup liderada por Daniela Seixas terá acesso ao programa “Grow”, do grupo José de Mello.

A empresa portuguesa Tonic App venceu a competição do Lisbon Investment Summit (#LIS18) com a apresentar de uma plataforma digital para auxiliar médicos a diagnosticar e a tratar os seus pacientes.

“É um dos melhores eventos em Portugal para a procura de investimento de capital de risco. Este prémio dá-nos visibilidade global exatamente na altura em que estamos à procura de smart investors na área da saúde digital e tecnologia”, explica Daniela Seixas, médica e CEO da Tonic App.

Utilizada por mais de 5.000 médicos em Portugal, a plataforma vai agora aceder ao programa de aceleração “Grow”, do grupo José de Mello.

“Ganhar o #LIS18 é fruto do trabalho incansável de uma equipa fantástica e um passo muito importante na nossa caminhada para tornarmos a Tonic App a ferramenta digital de todos os médicos”, completa Gonçalo Vilaça, COO.

Com dois anos, ADN do Porto e ‘apadrinhamento’ da Portugal Ventures, a Tonic App quer apostar na internacionalização, pelo que evento organizado pela Beta-i poderá ser o início de uma nova fase para o negócio, segundo acreditam os responsáveis pelo projeto.

Recomendadas

Consórcio europeu lança curso online gratuito sobre inovação

O “Co-Innovation Journey for Startups and Corporates” inclui palestras, artigos informativos, questionários, discussões e atividades práticas. A Beta-i representa Portugal nesta iniciativa e criou ainda um ‘podcast’ para os tempos de crise.

Doinn, a startup que sente na pele a queda dos negócios do turismo e limpeza

“Estamos atentos às medidas de apoio anunciadas pelo Governo apesar de, até agora, não termos ficado impressionados com elas. Não nos adianta muito adiar as obrigações como IVA ou TSU para o segundo semestre se os respetivos pagamentos coincidirão com a época baixa”, disse ao Jornal Económico Weronika Figueiredo, cofundadora da empresa.

Startup com sede em Portugal chega à final do Free Electrons

A Tesselo combina a utilização de imagens de satélite e Inteligência Artificial para transmitir informações em tempo real sobre terrenos agrícolas ou infraestruturas.
Comentários