Tonic App vence Lisbon Investment Summit com plataforma para ajudar médicos

A aplicação desenvolvida pela empresa nacional agrega vários conteúdos e ferramentas de que os clínicos necessitam para tratar os seus pacientes. A startup liderada por Daniela Seixas terá acesso ao programa “Grow”, do grupo José de Mello.

A empresa portuguesa Tonic App venceu a competição do Lisbon Investment Summit (#LIS18) com a apresentar de uma plataforma digital para auxiliar médicos a diagnosticar e a tratar os seus pacientes.

“É um dos melhores eventos em Portugal para a procura de investimento de capital de risco. Este prémio dá-nos visibilidade global exatamente na altura em que estamos à procura de smart investors na área da saúde digital e tecnologia”, explica Daniela Seixas, médica e CEO da Tonic App.

Utilizada por mais de 5.000 médicos em Portugal, a plataforma vai agora aceder ao programa de aceleração “Grow”, do grupo José de Mello.

“Ganhar o #LIS18 é fruto do trabalho incansável de uma equipa fantástica e um passo muito importante na nossa caminhada para tornarmos a Tonic App a ferramenta digital de todos os médicos”, completa Gonçalo Vilaça, COO.

Com dois anos, ADN do Porto e ‘apadrinhamento’ da Portugal Ventures, a Tonic App quer apostar na internacionalização, pelo que evento organizado pela Beta-i poderá ser o início de uma nova fase para o negócio, segundo acreditam os responsáveis pelo projeto.

Recomendadas

PremiumCigarros eletrónicos: Startup americana JUUL entra no mercado nacional

Empresa anuncia venda de produtos em Portugal a partir de outubro, com uma rede de quatro mil pontos de venda. Mercado nacional alternativo aos cigarros tradicionais vale 115 milhões por ano.

PLMJ recebe evento da Startupbootcamp

Esta terça-feira, 15 a 20 startups realizam diversos pitches nesta sociedade de advogados.

Maria criou ‘snacks’ saudáveis, conquistou o Pingo Doce e prepara-se para chegar a mais retalhistas

Maria Villas-Boas fundou a Urban Nature em setembro de 2018, recebeu investimento da Shilling Capital e vai ainda este ano colocar os seus pacotes de granola, sésamo e lentilhas em mais prateleiras, inclusive as do Continente.
Comentários