Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

No dia que antecede a entrada em vigor do confinamento obrigatório em território nacional, o evento em destaque será internacional. O Banco Central Europeu vai divulgar a as minutas resultantes do Conselho de Governadores, que motivaram o o reforço do Programa de Compra de Emergência Pandémica em 500 mil milhões de euros.

Esta quinta-feira, dia 13 de janeiro, destaque para a divulgação das minutas resultantes da reunião do Conselho de Governadores pelo Banco Central Europeu , realizada entre os dias 9 e 10 de dezembro, que levou o banco central a reforçar o Programa de Compra de Emergência Pandémica em 500 mil milhões de euros, para um total de 1,85 biliões de euros, prolongando ainda o prazo do programa até março de 2022.

A nível nacional, o dia ficará marcado pela audição ao Ministro do Ambiente, José Matos Fernandes, na sequência do encerramento da refinaria de Matosinhos, decisão tomada pela Galp, que poderá significar o envio de 400 trabalhadores para o desemprego. A Galp justifica a decisão com a queda da procura provocada pela pandemia e a aceleração para a transição energética.

Outros eventos em foco:

  • Debate parlamentar sobre os problemas nos lares de idosos, requerido pelo PCP
  • Banco de Portugal divulga dados sobre fundos de investimento
  • Eurostat divulga o índice relativo aos preços das casas na zona euro
  • Eurostat: Long term gvt bond yield
Recomendadas

Pandemia levou a tombo de 14,8% na atividade económica regional entre março e novembro de 2020

Dados do INE, revelados esta sexta-feira, revelaram que no conjunto das regiões portuguesas, a atividade económica tombaram significativamente. Algarve Madeira e Área Metropolitana de Lisbao viram a atividade económica cair mais do que a média nacional. Maiores tombos verificaram-se em atividades de alojamento e atividades artísticas, desportivas e recreativas.

Barómetro ACEGE: Apoios à TAP e empresas afetadas pela pandemia preocupam empresários

Respostas dos empresários e gestores associados do barómetro de janeiro da ACEGE, numa parceria com o Jornal Económico, a Rádio Renascença e a Netsonda, revelam preocupação com efeitos da Covid-19. Mas também sinais de otimismo quanto à evolução das suas empresas e à manutenção dos postos de trabalho.

Exportações de bens da zona euro cresceram para 197 mil milhões de euros em novembro

A zona euro registou um excedente de 25,8 mil milhões de euros em novembro de 2020 no comércio de bens com o resto do mundo. Exportações de bens começam a dar sinais de “um retorno aos níveis pré-Covid”.
Comentários