PremiumTrabalhadores da AT temem novas estirpes e exigem testagem sistemática

Cerca de um milhar de trabalhadores nas alfândegas temem contágios com abertura de fronteiras ao turismo. Associação profissional reivindica testagem sistemática para trabalhadores da AT em contactos de risco.

A Associação Sindical dos Profissionais da Inspeção Tributária e Aduaneira (APIT) exige mais e melhores condições de segurança para enfrentar a pandemia. O presidente da associação, Nuno Barroso, reclama a testagem sistemática da Covid-19 para cerca de um milhar de trabalhadores do fisco em funções nas alfândegas que, “ao contrário de todos os outros órgãos de polícia criminal (OPC), como o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, estão fora da estratégia de testagem em Portugal em locais ou situações de maior risco de transmissão”. A APIT alerta ainda que os trabalhadores da AT com funções nos portos e aeroportos “passam a ser a linha da frente de entrada de novas estirpes”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Zonas de jogo do casino Estoril encerram após Cascais juntar-se aos concelhos em alerta

O grupo Estoril Sol informa que, apesar do aumento das restrições, o auditório e os restaurantes do espaço estão abertos ao público.

Há mais de 150 casos da variante Delta em Portugal

A situação epidemiológica de Portugal caracteriza-se agora por uma “pressão crescente” nos serviços de saúde e “intensidade” na transmissão comunitária do vírus SARS-CoV-2. Região de Lisboa passará o limiar da incidência acumulada de 240 infeções por 100 mil habitantes em menos de 15 dias.

Variante Delta perto de se tornar dominante a nível global, alerta OMS

A variante detetada na Índia já representa mais de 90% dos novos casos no Reino Unido e em Moscovo. Em Portugal, as autoridades de saúde já alertaram para uma transmissão comunitária em Lisboa e Vale do Tejo, o que poderá justificar o aumento de novos casos.
Comentários