Trânsito no IP3 condicionado até meados de novembro

Este condicionamento de tráfego prende-se com as obras de melhoria das condições de mobilidade e segurança no IP3 entre Penacova e o Nó do Lagoa Azul, junto à ponte da Foz do Dão.

A IP – Infraestruturas de Portugal anunciou hoje, dia 20 de setembro de 2019, que o trânsito no IP3 vai estar condicionado a partir de 23 de setembro, próxima segunda-feira, durante aproximadamente seis semanas, ou seja, até cerca de meados de novembro.

Este condicionamento de tráfego prende-se com as obras de melhoria das condições de mobilidade e segurança no IP3 entre Penacova e o Nó do Lagoa Azul, junto à ponte da Foz do Dão.

“A empreitada de requalificação do troço do IP3, com cerca de 16 quilómetros, entre o nó de Penacova e o nó do Lagoa Azul, junto à ponte da Foz do Dão, teve início no passado mês de maio e tem um prazo de execução de 330 dias”, explica um comunicado da IP.

O mesmo documento acrescenta que “esta obra representa um investimento no valor de 11,8 milhões de euros no reforço das condições de circulação, mobilidade e segurança de uma das principais vias de ligação do interior do país”.

Na sequência destas obras de reabilitação do IP3, “haverá necessidade de se proceder a desvio de trânsito, no sentido de circulação Viseu/Coimbra, entre os km 66,75 e 64,5”.

“O desvio será efetuado pela estrada paralela ao IP3 (antiga Nacional 2), e estará devidamente assinalado e sinalizado, sendo a sua implementação executada no próximo dia 23 de setembro, prevendo-se uma duração de seis semanas”, adianta a IP.

Os condicionamentos de trânsito tiveram início em 1 de julho prolongando-se por um período de dez meses.

Os trabalhos de recuperação do IP3 incluem a construção de dois novos nós de ligação (nó de Oliveira do Mondego e nó de Cunhedo), eliminando as atuais interceções de nível existentes com viragens à esquerda, assim como a requalificação do caminho existente sob a Ponte do Mondego para permitir a articulação dos movimentos de tráfego do Nó de Oliveira do Mondego.

A colocação de separador central; introdução de vias de aceleração e abrandamento, com 3,50 metros de largura; reabilitação estrutural do pavimento; reforço das condições de estabilidade de taludes com a colocação de estruturas de suporte em betão, pregagens e redes de contenção; colocação de novas vedações; reabilitação dos sistemas de drenagem; e substituição e readequação da sinalização vertical e horizontal são outros trabalhos previstos nesta empreitada no IP3

Ler mais
Recomendadas

Antigo ministro e deputado do CDS é o novo secretário-geral da Apritel

Pedro Mota Soares vai liderar a associação que reúne as principais empresas de telecomunicações em Portugal: Nos, Vodafone e Altice.

Qantas testa voo de 20 horas sem escalas entre Nova Iorque-Sydney

Estes são os primeiros testes deste tipo de voos muito longos, com o objetivo de começar a realizar voos comerciais a partir de 2022. O voo descola de Nova Iorque na sexta-feira e aterra na Austrália no domingo.
pardal henriques

SNMMP junta-se à Fectrans e Antram e assina acordo para contrato coletivo de trabalho dos motoristas

Só falta o Sindicato Independente de Motoristas de Mercadorias apreciar o acordo para o novo contrato coletivo de trabalho dos motoristas de pesados de mercadorias, mas tal só acontecerá no fim de semana, quando a estrutura sindical tiver realizado um plenário para discutir o acordo final.
Comentários