Tribunal Constitucional alemão rejeita providência cautelar e bazuca europeia pode avançar

O tribunal chumbou a providência cautelar contra a lei dos recursos próprios da União Europeia que tinha sido apresentado pelo grupo “Bündnis Bürgerwille”, em nome de 2.200 cidadãos.

O Tribunal Constitucional alemão recusou esta quarta-feira, 21 de abril a providência cautelar que tinha a intenção de impossibilitar a Alemanha de aprovar o plano de recuperação europeu com a emissão de dívida conjunta.

Esta decisão do tribunal dá ‘luz verde’ para o avanço da denominada bazuca europeia. Em causa estava uma providência cautelar contra a lei dos recursos próprios da União Europeia que tinha sido apresentado pelo grupo “Bündnis Bürgerwille”, em nome de 2.200 cidadãos e que tinha o apoio partido de extrema-direita, ‘Alternativa para a Alemanha’ (AfD), que questionava essa constitucionalidade, considerando que este plano viola os tratados europeus, sendo que dessa forma iria dar permissão para empréstimos conjuntos pelos Estados membros.

Este chumbo do Constitucional já mereceu a aprovação da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, que através da sua conta da rede social Twitter referiu que a “UE mantém-se no bom caminho da recuperação económica, após esta pandemia sem precedentes”.

No final do mês de março o primeiro-ministro António Costa tinha manifestado a vontade de que o Tribunal Constitucional alemão, não fosse bloquear nem atrasar a aplicação da “vitamina” europeia. “Espero que não bloqueie aquilo que é um processo fundamental: que é podermos ter o mais rapidamente possível essa vitamina fundamental para o arranque da economia, para a recuperação do emprego que é o Plano de Recuperação e Resiliência”, referiu.

Ler mais

Recomendadas

Confederação do Turismo: abertura do corredor turístico com Reino Unido é “ótima notícia”

Questionado se está preocupado que a forte afluência de turistas nesta fase possa fazer aumentar o número de novas infeções por covid-19, o presidente da CTP afirmou que não, sustentando que tal se deve ao facto de “todos os turistas, sem exceção,” terem de apresentar “um teste negativo realizado nas 48 horas anteriores” a desembarcarem em qualquer um dos aeroportos nacionais.

Portugal recebe 55,5 milhões de euros de Fundo de Solidariedade da UE após novo aval do PE

Em causa está um ‘bolo’ total de 484,2 milhões de euros do Fundo de Solidariedade da União Europeia para ajudar regiões europeias atingidas por catástrofes, dos quais 397,5 milhões de euros se destinam a 17 países da UE e três países candidatos para enfrentarem a Covid-19.

Merlin vai investir 150 milhões de euros na plataforma logística de Castanheira do Ribatejo

Na cerimónia de inauguração deste emprendimento logístico, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, o CEO da Merlin Properties revelou que o grupo dispõe de um total de ativos sob gestão que já ascendem a cerca de 12 mil milhões de euros, gerando um rendimento anual de cerca de 500 milhões de euros
Comentários