Tribunal da Madeira ouve terça-feira 12 supostos elementos de rede internacional de droga

O coordenador da PJ recordou que “parte dos suspeitos viajava em navio de cruzeiro da companhia MSC, com origem nas Caraíbas, com o objetivo de desembarcar a droga na Madeira”.

Os 12 supostos elementos de um grupo organizado de tráfico internacional de droga que foram detidos domingo na Madeira vão começar a ser ouvido terça-feira pelas autoridades judiciárias da região, disse o presidente da Comarca da Madeira à Lusa.

Hoje, a Polícia Judiciária (PJ) anunciou a detenção destes 12 suspeitos, parte dos quais viajavam num navio de cruzeiro que aportou no Funchal.

Estas detenção aconteceram no âmbito de uma operação denominada ‘Poseidon’, que resultou “da troca de informação com as congéneres da polícia e da cooperação internacional”, adiantou o coordenador da PJ à agência Lusa.

Ricardo Tecedeiro acrescentou que os 12 detidos, seis homens e seis mulheres, com idades compreendidas entre os 20 e os 52 anos, “são todos estrangeiros”.

“Não havia portugueses, o que leva a concluir que a droga não era para ser comercializada na Madeira, a ilha era só um ponto de passagem”, disse o responsável.

Ainda mencionou que a cocaína apreendida, suficiente para cerca de 200 mil doses individuais, correspondente a “aproximadamente 20 quilos”, estava dissimulada “numa película plástica, relacionada com uma marca de batatas fritas e impregnada em taças de vidro”.

O coordenador da PJ recordou que “parte dos suspeitos viajava em navio de cruzeiro da companhia MSC, com origem nas Caraíbas, com o objetivo de desembarcar a droga na Madeira”.

As detenções aconteceram “em diversos momentos e locais, na cidade do Funchal, na sequência de diligências que permitiram localizar os indivíduos e apreender cocaína, em elevado grau de pureza”, menciona o mesmo documento.

Ricardo Tecedeiro também apontou que, nesta operação, desenvolvida em cooperação com a Polícia de Segurança Pública, foram apreendidos dinheiro e telemóveis, mas não conseguiu de momento quantificar.

Ler mais
Recomendadas

Câmara do Funchal tem em fase de concurso 125 postos de trabalho

A autarquia contratou 48 cantoneiros para o departamento de ambiente. O município refere que desde 2018 já foram contratadas 122 pessoas o que corresponde a uma despesa de 1,9 milhões de euros.

Rui Barreto critica ausência de Miguel Albuquerque depois do acidente na Madeira

O voto de pesar da autoria da Mesa da Assembleia Legislativa foi aprovado por unanimidade e, de seguida, procedeu-se a um minuto de silêncio em memória das vítimas.

Guia turística que sobreviveu a acidente de autocarro na Madeira agradece apoio no Facebook

Neste momento, Carlota Mendes Gomes ainda está internada, já que foi ontem submetida a uma intervenção cirúrgica que “correu de acordo com o expetável”, informou o Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira (SESARAM).
Comentários