Turismo da Madeira afunda 4% nas dormidas e proveitos

Em novembro existiram 551 mil dormidas na Madeira, enquanto que os proveitos totais atingiram os 25 milhões de euros.

O turismo da Madeira apresentou em novembro uma quebra de 4% nas dormidas e nos proveitos totais e de aposento, de acordo com os dados da Direcção Regional de Estatística (DREM).

Em novembro as dormidas ficaram em 551 mil, enquanto que os proveitos totais e de aposento atingiram os 25 e os 16 milhões de euros.

No acumulado do ano, e até novembro, verifica-se descida de 2% nas dormidas e de 4% nos proveitos totais e de aposento.

No rendimento médio por quarto (RevPAR) houve uma descida de 9% para os 32,19 euros.

O alojamento local teve um crescimento de 12%, nas dormidas, em novembro, e tem um peso de 14% no total das dormidas do turismo regional.

A hotelaria teve uma descida de 6% nas dormidas mas possui um peso de 83% do total de dormidas na Madeira.

O mercado da Alemanha e da Grã-Bretanha caiu 15% e 1%, mas França e o mercado nacional cresceram 13% e 39%.

Ler mais
Relacionadas

Economia alemã e Brexit identificados como riscos orçamentais no turismo da Madeira

Os custos da ligações aéreas e possíveis falências de companhias aéreas são outros desafios orçamentais identificados no turismo da Madeira.

Turismo mundial cresce acima dos 3%. Tendência vai manter-se este ano

A Organização Mundial do Turismo estima que o turismo no mundo tenha crescido entre 3% e 4% até no ano que agora terminou.

PremiumOferta turística da Madeira assenta no princípio da sustentabilidade

A Madeira tem uma taxa de sazonalidade muito baixa por ser um destino que consegue afirmar-se ao longo do ano, em contraste com a maior parte das regiões portuguesas. Isto a par do ‘trunfo’ Natureza.
Recomendadas

Madeira está a preparar-se para eventual surto de coronavírus, garante Iasaúde

O presidente do Iasaude diz que a Madeira vai “criar condições nos diferentes setores”, mas que continua a achar que, neste momento, “a probabilidade é muito reduzida de ter um surto na região”.

Madeira: Sidraria do Santo da Serra inaugurada amanhã

Oportunamente, o projeto será complementado com uma Sidraria Central, a instalar na ex-Biofábrica, na Camacha, que, para além de conferir o necessário apoio laboratorial às sidrarias locais, vai dispor de equipamento mais evoluído para produzir sidras naturais mais elaboradas (método “charmat” para sidra gaseificada e método “champanhês” para produzir sidra espumante).

Mercados do Município do Funchal acolhem quatro novos colaboradores

Este ano comemora-se o 80.º aniversário do Mercado dos Lavradores, pelo que o Presidente da Câmara lembrou a requalificação deste espaço, com a beneficiação da Praça do Peixe e a recuperação das redes de eletricidade e de saneamento básico do edifício.
Comentários