Turismo da Madeira cai nas dormidas mas sobe nos proveitos

Os proveitos totais e de aposento valorizaram 3% e 6,2% enquanto que as dormidas quebraram 5,2%.

O turismo da Madeira registou um aumento de 3% e de 6,2%, em junho, nos proveitos totais e de aposento apesar da quebra de 5,2% nas dormidas, diz a Direção Regional de Estatística (DREM).

Em junho os proveitos totais chegaram aos 46,1 milhões de euros enquanto que os de aposento ficaram nos 31,5 milhões de euros. Já as dormidas ficaram nas 821,5 milhares.

A registar ainda o decréscimo de 8,3% nas dormidas na hotelaria, apesar de terem representado 83,3% do total das dormidas, e ainda o crescimento de 13,1% nas dormidas no alojamento local, um setor que já tem um representação de 14,8%.

Em crescimento está também o turismo em espaço rural e de habitação, que subiu 20,7%, mas que representa 1,9% do total das dormidas.

Verificou-se em junho uma taxa de ocupação cama de 68,6%, uma quebra de 6,5% no período homólogo, e um crescimento de 2,5% no rendimento médio por quarto (RevPAR), no alojamento turístico, enquanto que na hotelaria esse parâmetro, teve uma subida de 3,5% para os 66,73 euros.

Relacionadas

Quanto vale a hotelaria da Madeira?

Em 27 anos os proveitos totais dos estabelecimentos hoteleiros, na Madeira, são quatro vezes superiores. Os hotéis é a área com o maior peso.

Madeira lidera estada média no alojamento local ao nível nacional

A Madeira lidera a lista com uma estada média de 4,80 noites seguida pelo Algarve (3,23) e Lisboa (2,37).

Hotelaria da Madeira aumenta proveitos, Reino Unido e Alemanha são principais mercados

A hotelaria registou ainda aumentos nas dormidas, nos proveitos de aposento, e na taxa de ocupação cama.
Recomendadas

Madeira: Governo Regional vai criar linha de crédito bonificada de cinco milhões de euros para setor primário

As medidas de apoio do Executivo regional ao setor agrícola e agroalimentar regional incluem ainda a aquisição às agroindústrias locais, para posterior redistribuição às Instituições de Solidariedade Social da RAM, até 120 mil euros de produtos lácteos diversos.

Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes doam cinco ventiladores à Madeira

Para o Governo Regional, “a cedência destes equipamentos ao SESARAM e à Região vai aumentar a capacidade de resposta ao doente crítico no combate à pandemia”, juntando-se aos 99 ventiladores de que a região dispõe.

Madeira quer restringir para 120 o número de passageiros desembarcados

Miguel Albuquerque argumentou que esta não é uma questão de “autorizar ou facultar o regresso” dos madeirenses que querem regressar, considerando ser “humano e compreensível” que todos queiram estar com os seus entes queridos.
Comentários