Turismo da Madeira regressa aos ganhos nas dormidas mas quebra nos proveitos

Em dezembro o turismo da Madeira teve 499 mil dormidas, e 27,3 milhões de euros de proveitos totais.

O turismo da Madeira voltou ao crescimento, em dezembro, em termos das dormidas, com uma subida de 0,1%, mas registou uma descida de 0,5% nos proveitos totais, de acordo com os dados da Direção Regional de Estatística (DREM). Contudo os proveitos de aposento subiram 0,2%, refere o mesmo organismo.

Em dezembro verificaram-se 499 mil dormidas e os proveitos totais e de aposento ficaram nos 27,3 e 17,5 milhões de euros.

Nas dormidas 86% foram na hotelaria, que desceu 1,6%, enquanto que o alojamento local representa 18,2% do total das dormidas na região autónoma, tendo registado uma subida de 12,8%.

Os mercados francês e britânico tiveram subidas de 11% e de 3%. O turismo vindo de Portugal aumentou 21%, enquanto que a Alemanha quebrou 10%.

Em dezembro a ocupação-cama foi de 41%, e verificou-se uma descida de 3% no rendimento médio por quarto (RevPAR) para os 34,25 euros.

Recomendadas

APRAM recebe 4,3 milhões de euros de indemnização compensatória

A verba serve para compensar a APRAM pelas “atividades de interesse público que lhe estão confiadas” pela região, e dizem respeito a 2020.

França inicia operação de encerramento de central nuclear

França encerrou a central nuclear de Fessenhein.

Câmara do Funchal reconhece trabalho de guias turísticos do Funchal

“É graças a vós que a difusão da nossa História e Cultura, das nossas tradições e da nossa maneira de estar é exaltada, e que aqueles que nos visitam levam um pouco do Funchal pelo mundo fora”, salientou.
Comentários