Tutela da Educação pede rigor na implementação da flexibilização curricular

“É importante termos presente que a nossa acção enquanto educadores deve ter por base a transmissão dos conhecimentos numa lógica de simplificação, sem perdermos o horizonte daquilo que é a responsabilidade e o rigor nesse processo”, alerta Jorge Carvalho.

“A lógica da flexibilização deve ser um mecanismo facilitador dessa diferenciação pedagógica com o intuito de melhorarmos aquilo que são as aprendizagens e o sucesso dos nossos alunos”, alertou, esta segunda-feira, o
secretário regional da Educação.

Durante a sessão de abertura do Encontro Nacional da Associação de Professores de Educação Visual e Tecnológica (APEVT), Jorge Carvalho considerou que a flexibilização deve “ser entendida como um processo de simplificação e não como um processo simplificador”, defendendo que é preciso imprimir muito rigor na sua implementação.

“É importante termos presente que a nossa acção enquanto educadores deve ter por base a transmissão dos conhecimentos numa lógica de simplificação sem perdermos o horizonte daquilo que é a responsabilidade e o rigor nesse processo”,sublinhou o governante, na sessão de abertura do encontro da APEVT que teve lugar na Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia.

Recomendadas

Dicas para reduzir utilização da água

Existem gestos simples que pode adotar na sua casa ou no seu local de trabalho de forma a reduzir a quantidade de água desperdiçada.

JP Madeira pede adaptação urgente de legislação nacional sobre proteção civil

A Juventude Popular da Madeira diz que é preciso “clarificar as funções que cada instituição tem nas diferentes áreas de actuação” o que permitiria assegurar “uma resposta mais eficaz de todas estas instituições”, bem como “definir divisões equilibradas das receitas provenientes dos actos de natureza repressiva”.

Investigador da UMa integra estudo europeu sobre agricultura sustentável

O estudo avaliou a importância das Estruturas de Foco Ecológico (EFA) na Agricultura Sustentável e na Conservação dos Polinizadores.
Comentários