Uber quer levantar 9 mil milhões em bolsa para atacar mercados que valem biliões

Na quinta-feira, a Uber poderá tornar-se na maior IPO desde a entrada em bolsa do Facebook. Com uma avaliação de cerca 91,5 mil milhões de dólares, a entrada em bolsa da Uber vai criar muitos milionários, incluindo o antigo e o atual CEO. E vai permitir a empresa crescer organicamente, para outros mercados, que valem biliões.

A Uber vai entrar em bolsa (da sigla inglesa, IPO) esta quinta-feira e pretende levantar 9 mil milhões de dólares de forma a ter capital para ‘atacar’ segmentos de mercado que podem valer 12 biliões de dólares (cerca de 10,5 biliões de euros ao câmbio atual).

De acordo com o prospeto entregue na Securities Exchange Comission, o regulador dos mercados de capitais norte-americano, a Uber pretende entrar em vários segmentos de mercado. À cabeça, surge a mobilidade pessoal, que consiste em todos os quilómetros percorridos por veículos, avaliado em 5,7 biliões de dólares. Segue-se o Uber Eats, avaliado em 2,8 biliões e o transporte de mercadorias que, em 2017, valia 3,8 biliões.

A Uber vai vender ações com um intervalo de preço entre os 44 dólares e os 50 dólares. Isto significa que, no intervalo mais alto, a Uber poderá ser avaliada em 91,5 mil milhões de dólares, tornando-se na maior IPO desde o Facebook que, em 2012, foi avaliado em mais de 100 mil milhões.

A operação, assessorada pelos bancos Morgan Stanley e Bank America, vai tornar o fundador e CEO da Uber até 2017, Travis Kalanick, num milionário. Atualmente, Kalanick poderá vender ações no valor de cerca de 187 milhões de dólares, ficando com uma participação avaliada em 5,7 mil milhões depois da IPO.

O maior acionista da Uber, o fundo de investimento tecnológico japonês, o Softbank, que injetou 7,7 mil milhões na empresa em janeiro de 2018, vai vender ações que superam os de 270 milhões dólares, mas ficará com uma posição de 10,8 mil milhões.

Outros acionistas de referência, como a Alphabet, dona da Google, o Fundo Público de Investimento da Arábia Saudita, não vão vender ações no IPO.

O atual CEO, Dara Khosrowshahi, assim como mais quatro executivos de topo, terão direito a ações no valor de 380 milhões de dólares se a IPO for um sucesso.

 

Ler mais

Relacionadas

Uber Technologies Inc.

Quando o sentimento geral é negativo, a probabilidade de estarmos perante uma boa oportunidade de investimento é mais alta.

Carros Autónomos da Uber avaliados em 7,25 mil milhões de dólares

Um grupo consórcio investiu mil milhões de dólares na Advanced Technologies Group, a divisão de carros autónomos da Uber. Com este capital levantado, a Advanced Technologies Group foi avaliada em 7,25 mil milhões de dólares.

Pinterest atrai investidores e preço das ações sobem 25% com a entrada em bolsa

A Pinterest conseguiu superar a avaliação de 2017, que valorizava a empresa em 12 mil milhões de dólares. Depois do IPO, a empresa tem uma capitalização bolsista de 15,8 mil milhões de dólares
Recomendadas

PremiumRangel Pharma vai investir mais 12 milhões de euros

Após dez anos de atividade na logística farmacêutica, Nuno Rangel, CEO do Grupo Rangel, revela um plano de investimentos a cinco anos para quase duplicar a área de armazenagem e criar mais 130 empregos em Portugal.

PremiumCEO da Unicre: “Depois do Porto, estamos em conversas para pagamento ‘contactless’ nos transportes em Lisboa”

Pioneira nos cartões de crédito em Portugal, a Unicre lança um ‘rebranding’ para salientar a base digital, atrair clientes jovens e abrir portas a mercados internacionais, revela o presidente da empresa, João Baptista Leite.

PremiumTesla tem bateria de sobra para dar mais energia às ações

Em 2020, os títulos da Tesla já valorizaram mais 36%. Ao Jornal Económico, o banco de investimento Jefferies explica que a elétrica de Elon Musk tem muito mais para dar para além dos carros.
Comentários