UberEATS prestes a chegar a Lisboa

A Uber vai apostar numa nova área de negócio. Além do transporte de pessoas, a empresa passará a estar presente no setor do transporte de comida, através da UberEATS, que em breve se deverá estrear em Lisboa.

Em breve, Lisboa irá juntar-se ao rol de 45 cidades europeias (e muitas mais no resto do mundo) onde funciona o serviço UberEATS. A Uber expande assim os seus setores de atuação, desta feita ligando restaurantes da cidade a estafetas que transportarão os pedidos dos clientes finais. Para tal utilizará uma nova aplicação, a UberEATS, e terá uma equipa portuguesa a trabalhar exclusivamente com o novo serviço.

Este novo produto representa um reforço do investimento da Uber em Portugal, tal como confirma Rui Bento, Diretor-geral da empresa em Portugal: “Estamos a reforçar a nossa aposta em Portugal. Para além de continuarmos a trazer uma opção de mobilidade mais simples, segura e económica às cidades portuguesas, queremos tornar a descoberta gastronómica e a entrega de refeições mais rápida e conveniente aos Lisboetas com o UberEATS.”

Para os restaurantes que queiram ser parceiros da UberEATS a Uber promete acesso a uma opção de entrega de refeições segura e fiável, mas também a dados analíticos, a um dashboard personalizado e ainda a um serviço de apoio ao cliente e a um canal direto para novos clientes, segundo adianta ao Jornal Económico fonte oficial da Uber.

Completamente separado do atual negócio, a empresa está a estabelecer novas ligações com parceiros de entrega de refeições, que operarão através da aplicação, prometendo-lhes “uma oportunidade flexível e ajustada ao seu tempo e dia-a-dia”.

Os restaurantes de Lisboa podem conhecer as condições de parceria em t.uber.com/restauranteslx; e os estafetas poderão fazer o mesmo em t.uber.com/estafetalx.

Relacionadas

CEO da Uber pede desculpa a londrinos

Numa carta aberta, Dara Khosrowshahi, o novo CEO da Uber, pediu desculpa aos lonrinos pelos “erros que cometemos” e pediu que os 3,5 milhões de clientes que têm na cidade “trabalhem connosco”.

“40 mil condutores licenciados ficarão sem emprego”: Uber reage à TfL

A Uber reagiu à notícia da não renovação da sua licença de operação em Londres acusando a FtL e o Mayor de Londres de ceder a pressões que restringem a escolha do consumidor e que colocarão no desemprego mais de 40 mil pessoas. A empresa confirma que irá contestar a decisão.

Uber perde licença para operar em Londres

O regulador dos transportes de Londres não renovou a licença da Uber para operar na capital do Reino Unido. A licença atual expira no final do mês. A Uber deverá apresentar recurso da decisão.
Recomendadas

Angola e Zâmbia assinam memorando para a construção de pipeline multiprodutos

Segunda-feira, 19 de abril, será assinado em Luanda o memorando de entendimento sobre uma das mais importantes infraestruturas que vão ser construídas em Angola, a partir do porto de Lobito, na província de Benguela, para fazer chegar até à Zâmbia, um pipeline multiuso para transporte de produtos energéticos e combustíveis.

Fundos podem ser “empurrão” europeu para o futuro das cidades

Sempre com a sustentabilidade na mira, a Comissão Europeia pretende promover, como parte da recuperação pós-pandemia, alterações para melhorar a qualidade e condições de vida das populações urbanas.

Patrões defendem que Estado deve recorrer ao BEI para reestruturar dívida das empresas

Em entrevista à “Antena 1/Jornal de Negócios”, António Saraiva revelou que a CIP vai apresentar um pacote de medidas ao Governo nos próximos 15 dias para apoiar as empresas depois do fim das moratórias em setembro.
Comentários