União Europeia anuncia 540 milhões de euros para manter oceanos limpos

Será ainda apresentado um mapa interativo chamado “Ocean Tracker” para seguir os compromissos assumidos pelos governos, empresas e organizações em prol dos oceanos, no valor de 10 mil milhões de euros.

A União Europeia vai anunciar esta terça-feira compromissos no valor de 540 milhões de euros para manter os oceanos limpos, bem como um mapa para acompanhar o que se faz nesse sentido, na abertura da conferência “Our Ocean”, em Oslo.

A capital norueguesa recebe hoje e na quinta-feira ministros, presidentes e ativistas para a sexta conferência “O Nosso Oceano”, centrada no impacto das alterações climáticas e outras agressões nos oceanos de que dependem centenas de milhões de pessoas.

O ministro indigitado de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, representa Portugal no painel de abertura, juntamente com o comissário europeu do Ambiente, Karmenu Vella, o enviado especial das Nações Unidas para os oceanos, Peter Thomson, a primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, e o ministro chileno da Ciência, Andrés Couve, para debater a “resposta global às ameaças ao oceano”.

A UE apresenta 22 compromissos concretos em áreas como o apoio à investigação sobre os oceanos, a luta contra a poluição marinha e ainda a promoção da economia azul e inovação, às quais serão dedicados 100 milhões de euros.

Será ainda apresentado um mapa interativo chamado “Ocean Tracker” para seguir os compromissos assumidos pelos governos, empresas e organizações em prol dos oceanos, no valor de 10 mil milhões de euros.

Uma das ações concretas será recompensar os navios que reduzam a quantidade de resíduos que produzem a bordo, baixando-lhes a taxa de resíduos.

Na área da investigação, estão comprometidos 250 milhões de euros para promover novas tecnologias de pesca e de descarbonização do transporte marítimo.

 

Ler mais
Recomendadas

DGS alerta para perigos da subida de temperaturas

A Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, alertou esta segunda-feira para os perigos do calor que se vai fazer sentir esta semana, com um aviso especial para as crianças, idosos, grávidas e doentes crónicos, por representarem grupos mais vulneráveis.

Manifesto considera que investimento do Governo em hidrogénio é “aventura” em que o país não pode embarcar

O grupo composto por mais de 30 especialistas considera que não existe uma “racionalidade económica” para realizar um investimento na produção de hidrogénio. “O país não pode mais uma vez embarcar numa aventura como a Estratégia do Hidrogénio, que absorverá uma parte significativa dos recursos”, apelam.

Guterres pede aos líderes mundiais que escolham “o caminho das energias limpas”

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu esta quinta-feira aos líderes mundiais para escolherem “o caminho das energias limpas” nos respetivos planos de recuperação económica pós-pandemia, exortando a comunidade internacional a proibir o carvão e os apoios aos combustíveis fósseis.
Comentários