Universidade de Cabo Verde assina parceria com Izertis para melhorar nas TIC

A universidade é uma instituição importante, dentro da sociedade, em qualquer país do mundo que cumpre fins social e laboral de formar e de dotar as empresas de talentos e recursos adequados”, referiu ‘chairman’ da consultora tecnológica espanhola.

A Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) e a consultora tecnológica espanhola Izertis assinaram esta semana um memorando de entendimento que visa explorar as oportunidades e criar programas de parceria na área das Tecnologias da Informação e das Comunicação (TIC).

O acordo, rubricado pela vice-reitora da Uni-CV, Astrigilda Silveira, e pelo presidente do conselho de administração da Izertis S.A., Pablo Martín Rodriguez, comporta ainda a realização de projetos de desenvolvimento e de ações para o fortalecimento da investigação e inovação, partilha de conhecimentos e experiências, bem como a participação no diálogo sobre a política cabo-verdiana para as TIC.

Na ocasião, Astrigilda Silveira congratulou-se com o protocolo que irá levar a instituição a reforçar as suas competências internas e conseguir, assim, implementar o centro de referência de excelência em tecnologia. “Já estamos a trabalhar nesse sentido e, neste momento, estamos a constituir uma equipa de desenvolvimento, temos a nossa incubadora na universidade para fomentar o empreendedorismo e, com isso, vamos estar em condições de atender as necessidades do mercado”, disse.

Na sua opinião, é uma oportunidade para em conjunto declinarem planos de ação que visa o desenvolvimento das instituições, pois, sustentou, com a informatização dos serviços da Uni-CV, através do sistema da informação integrado no sistema gestão global de informação, que precisa de aperfeiçoamento, o setor poderá melhorar.

Já o ‘chairman’ da Izertis considerou que a relação que a empresa mantém com as universidades é muito benéfica, pelo que espera colaboração para que haja desenvolvimento de ações. “A universidade é uma instituição importante, dentro da sociedade, em qualquer país do mundo que cumpre fins social e laboral de formar e de dotar as empresas de talentos e recursos adequados”, acrescentou.

O porta-voz da empresa comprometeu-se a colaborar com a Uni-CV e diz esperar que esta seja “o princípio de uma relação frutífera” e que junto possam “criar oportunidade de emprego, de empreendimento e de desenvolvimento económico, a partir de Cabo Verde para o resto do mundo”.

A cooperação entre as duas entidades prevê ainda o suporte ao desenvolvimento de competências TIC, através de iniciativas académicas que forneçam conhecimentos e conteúdos de referência mundial, criação de centros de excelência para facultar o acesso a tecnologias de referência mundial e acesso a programas de empreendedorismo para competências empresariais e formações que o mercado necessitar.

Ler mais
Recomendadas

Maior apreensão de droga em Cabo Verde vai a julgamento a 27 de janeiro

O caso remonta a janeiro do ano passado, quando 11 cidadãos de nacionalidade russa foram detidos a bordo de um navio no Porto da Praia com 9.570 quilogramas de cocaína em “elevado grau de pureza”, incinerada pelas autoridades dias depois.

Funeral do estudante cabo-verdiano que morreu em Bragança realiza-se hoje

A Polícia Judiciária está a investigar a morte de Luís Giovani, que estudava no Instituto Politécnico de Bragança, cujos contornos ainda não são claros.

Presidente de Cabo Verde considera Moçambique referência democrática na CPLP

O Presidente cabo-verdiano defendeu que seria desejável que os resultados das eleições gerais fossem aceites por todas as forças políticas.
Comentários