Universidade do Porto abre candidaturas para Escola de Startups

Os empreendedores graduados que tenham ideias de negócios ligadas às artes, ciências ou tecnologias e que queiram criar um negócio podem inscrever-se até 23 de setembro.

UPTEC Escola Startups

As candidaturas para a 10.ª edição da Escola de Startups do UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto já estão abertas. O programa de aceleração de ideias de negócio tem a duração de três meses e aborda temas como o modelo de negócio, mercado e estratégia, propriedade intelectual, finanças, financiamento e apresentação do pitch.

As equipas que frequentarem a escola têm a oportunidade de assistir a workshops fundamentais para a criação de um negócio, agendar reuniões com parceiros estratégicos e empreendedores seniores, receber acompanhamento individual dos mentores do UPTEC e ainda de apresentar o projeto num evento público.

Os projetos selecionados que estejam a desenvolver tecnologias na área das telecomunicações vão ter o apoio do Vodafone Power Lab, através da entrada gratuita na Escola de Startups (isenção do pagamento da inscrição) e acesso ao espaço de incubação da Operadora no UPTEC. Este programa de incentivo à inovação e empreendedorismo da Vodafone Portugal apoia a incubação, oferece mentoring e formação, entre outras condições que contribuem para o desenvolvimento de novas empresas.

Em comunicado, a UPTEC refere que nas primeiras nove edições da iniciativa, a Escola de Startups recebeu para cima de 400 participantes, acelerou quase 200 projetos empresariais e deu origem à criação de cerca de 60 startups.

A Escola de Startups do UPTEC tem um custo por projeto de 250 euros, acrescido de IVA.

Recomendadas

Swonkie, a plataforma de redes sociais que nasceu das apostas de futebol

Do Shark Tank Portugal para a América Latina, o Swonkie é uma plataforma de redes sociais portuguesa. “Vendemos tempo, conhecimento e poder de decisão aos players das redes sociais”, disse o cofundador, João Cortinhas.

Fundo Azul aprova projetos de 1,9 milhões de euros

O Fundo Azul aprovou 1,9 milhões de euros a distribuir por cinco projetos selecionados na tipologia de desenvolvimento da economia do mar, “com o objetivo de estimular a emergência de uma nova geração de empreendedores do mar (‘start-ups’, PME e empresas) criadora de oportunidades inovadoras de negócio, rentáveis e sustentáveis”.

Rede europeia e indiana de incubadoras conta com participação de Portugal

O Instituto Pedro Nunes foi convidado por Bruxelas a participar no grupo fundador da EU-India Incubators and Accelerators Network.
Comentários