UpHill distinguida com prémio da Agência Nacional de Inovação

Desde que foi fundada, em 2015, a startup tem consolidado o seu crescimento em Portugal, atingindo os 100 mil utilizadores na plataforma e internacionalizado o produto na Europa.

A startup tecnológica UpHill foi distinguida pela Agência Nacional de Inovação (ANI) com o prémio Born From Knowledge, por desenvolver ferramentas digitais para treino médico e apoio à decisão clínica dos profissionais de saúde. Este prémio surge no âmbito dos World Summit Awards, que fazem a ponte entre uma rede global de empreendedores de projetos com impacto e uma comunidade internacional de peritos, mentores, líderes de governo, académicos e sociedade civil.

Desde que foi fundada, em 2015, a startup tem consolidado o seu crescimento em Portugal, atingindo os 100 mil utilizadores na plataforma e internacionalizado o produto na Europa. A empresa liderada por Eduardo Freire Rodrigues disponibiliza um conjunto de ferramentas que permitem que os profissionais de saúde estejam a par da evidência científica mais recente, simulando virtualmente os casos clínicos e opções de tratamento, tendo acesso aos principais artigos científicos.

“A UpHill está numa fase de expansão em termos de mercados e produtos, estamos muito confiantes com o feedback que temos recebido dos nossos utilizadores e acreditamos que as nossas soluções têm potencial para ser utilizados em grande escala e ter um impacto muito positivo na qualidade dos cuidados de saúde a nível global. Esta distinção da ANI vem conferir um selo de credibilidade muito motivante para continuarmos o nosso trabalho”, sustenta Eduardo Freire Rodrigues, cofundador e CEO da startup.

Em 2019, a UpHill verificou um crescimento semanal de 15% na utilização da plataforma, sendo que os utilizadores realizaram entre 300 a 500 simulações virtuais. Além disso, os utilizadores visualizaram ainda mais de cinco mil artigos científicos, para perceber qual o melhor tratamento médico para os seus pacientes.

Recomendadas

“Sector da saúde e tecnologia podem e devem andar de mãos dadas”, afirma startup de ortodontia

“Pela proximidade a Espanha, Portugal era a escolha óbvia para crescermos e foi para nós um passo muito importante para consolidarmos a nossa presença no mercado e o nosso posicionamento enquanto uma cadeia internacional de clínicas especializadas em ortodontia invisível”, destaca a co-fundadora Diliara Lupenko.

Hub Criativo do Beato cria laboratório para promover sustentabilidade ambiental

A execução do projeto “Living Lab” tem duração de três anos, estando previsto terminar em 2024, e intervém em quatro áreas consideradas prioritárias: energia, edifícios, mobilidade e economia circular/ambiente. O investimento é de cerca de 2 milhões de euros.

Agência Espacial Europeia tem 125 mil euros para apoiar projetos portugueses

As empresas e institutos de investigação portugueses interessados em transferir tecnologia espacial para criar novos produtos ao serviço da Terra já podem inscrever-se no programa “Spark 4 Business 2021”.
Comentários