UpHill distinguida com prémio da Agência Nacional de Inovação

Desde que foi fundada, em 2015, a startup tem consolidado o seu crescimento em Portugal, atingindo os 100 mil utilizadores na plataforma e internacionalizado o produto na Europa.

A startup tecnológica UpHill foi distinguida pela Agência Nacional de Inovação (ANI) com o prémio Born From Knowledge, por desenvolver ferramentas digitais para treino médico e apoio à decisão clínica dos profissionais de saúde. Este prémio surge no âmbito dos World Summit Awards, que fazem a ponte entre uma rede global de empreendedores de projetos com impacto e uma comunidade internacional de peritos, mentores, líderes de governo, académicos e sociedade civil.

Desde que foi fundada, em 2015, a startup tem consolidado o seu crescimento em Portugal, atingindo os 100 mil utilizadores na plataforma e internacionalizado o produto na Europa. A empresa liderada por Eduardo Freire Rodrigues disponibiliza um conjunto de ferramentas que permitem que os profissionais de saúde estejam a par da evidência científica mais recente, simulando virtualmente os casos clínicos e opções de tratamento, tendo acesso aos principais artigos científicos.

“A UpHill está numa fase de expansão em termos de mercados e produtos, estamos muito confiantes com o feedback que temos recebido dos nossos utilizadores e acreditamos que as nossas soluções têm potencial para ser utilizados em grande escala e ter um impacto muito positivo na qualidade dos cuidados de saúde a nível global. Esta distinção da ANI vem conferir um selo de credibilidade muito motivante para continuarmos o nosso trabalho”, sustenta Eduardo Freire Rodrigues, cofundador e CEO da startup.

Em 2019, a UpHill verificou um crescimento semanal de 15% na utilização da plataforma, sendo que os utilizadores realizaram entre 300 a 500 simulações virtuais. Além disso, os utilizadores visualizaram ainda mais de cinco mil artigos científicos, para perceber qual o melhor tratamento médico para os seus pacientes.

Recomendadas

Barracuda Networks compra startup portuguesa Fyde

A empresa norte-americana de soluções de cibersegurança na ‘cloud’ investiu em tecnologia criada no Porto. A startup, fundada em 2017, tem também sede em Palo Alto.

EDP volta à Web Summit pronta para investir em empresas que acelerem a transição energética

A EDP Ventures tem 33 empresas no portefólio, mas conta ainda com 30 milhões de euros disponíveis para projetos disruptivos que apostem na descarbonização.

Investimento em capital de risco e ativos sob gestão das sociedades e fundos aumentou mais de 6% em 2019

O setor de capital de risco português era compostos por 52 sociedades e 135 fundos no final do ano passado. IPO não tem sido uma forma preferencial para sair das empresas, mas sim a venda a terceiros, aponta um relatório da CMVM divulgado esta segunda-feira.
Comentários