Usa caderneta bancária? Levantamentos de dinheiro acabam a a 14 de setembro

Esta medida é uma consequência direta da entrada em vigor das novas regras europeias, que exigem mais segurança nas operações bancárias. Clientes do Montepio Geral, Caixa Geral de Depósitos e Crédito Agrícola só vão ser utilizadas para consultar o saldo bancário.

As famosas cadernetas dos bancos vão estar limitadas apenas à consulta do saldo disponível e aos movimentos contabilísticos, noticia o jornal ‘Correio da Manhã’ esta terça-feira. A data para o fim do levantamento de dinheiro com este formato termina no próximo dia 14 de setembro, na Caixa Geral de Depósitos, Crédito Agrícola e Montepio Geral.

Esta medida é uma consequência direta da entrada em vigor das novas regras europeias, que exigem mais segurança no que refere as operações bancárias. Apesar de continuarem a ser utilizadas, apenas podem ser utilizadas para a consulta de saldo nas máquinas das respetivas entidades.

Para avançar com esta medida, os bancos tiveram de pedir autorização ao Banco de Portugal, sendo que o regulador considerou que as três entidades bancárias poderiam manter as cadernetas.

A partir da data limite, 14 de setembro, os clientes dos três bancos vão ter de aderir ao cartão de débito para continuar a realizar operações. A CGD vai disponibilizar um cartão gratuito por um ano, enquanto o Crédito Agrícola vai promover a adesão a este cartão aos utilizadores que apenas têm caderneta.

Por ter 290 mil clientes com caderneta, a CGD disponibilizou a app Caderneta, com as mesmas especificidades da física. Este ano, a CGD aumentou o custo de levantamento de dinheiro através da caderneta para 2,86 euros.

Recomendadas

PremiumCGD vende filial em Espanha acima do valor de mercado

A Caixa vendeu o Banco Caixa Geral ao Abanca com um múltiplo acima da média do mercado. O Price-to-Book Value inerente à transação foi de 0,74x acima da média na Ibéria que é de 0,57x.

Premium“O regime fiscal da poupança devia melhorar”

A mais antiga sociedade gestora portuguesa de fundos de pensões, a SGF, foi comprada pela Golden. O presidente, António Nunes da Silva fala do novo posicionamento estratégico.

Líderes da UE formalizam nomeação de Lagarde na presidência do BCE

Os líderes da União Europeia (UE) formalizaram hoje, em Bruxelas, a nomeação de Christine Lagarde como presidente do Banco Central Europeu (BCE), para um mandato de oito anos, não renovável, em substituição de Mário Draghi.
Comentários