Valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário atinge 10,7 mil milhões em agosto

O valor sob gestão é ligeiramente superior a julho. A Square AM (11,8%), a Interfundos (11,7%) e a Caixa Gestão de Ativos (9,1%) detinham as quotas de mercado mais elevadas.

Em agosto de 2021, o valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) atingiu 10.707,8 milhões de euros, mais 85,3 milhões (0,8%) do que em julho.

O montante investido nos fundos de investimento imobiliário cresceu 1,1 % para 7.998,5 milhões de euros, de acordo com os dados difundidos esta segunda-feira pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Square AM (11,8%), a Interfundos (11,7%) e a Caixa Gestão de Ativos (9,1%) detinham as quotas de mercado mais elevadas.

Nos FEII, o valor ficou praticamente inalterado em 2.304,5 milhões de euros e nos FUNGEPI desceu 0,1% para 413,8 milhões de euros.

Nesse período os países da União Europeia foram o destino da totalidade do investimento feito em ativos imobiliários, tendo 48,7% da carteira dos FII e FEII abertos sido aplicados em imóveis do setor dos serviços.

Os investimentos realizados pelos FUNGEPI destinaram-se sobretudo ao setor do comércio (46,1% do total).

A CMVM revela ainda que em agosto foi constituída uma sociedade de investimento imobiliário gerida pela Lynx Asset Managers, a “Carismatiknauta, SICAFI”.

Recomendadas

Galp e grupo EDP dão energia à bolsa de Lisboa

A praça lisboeta sobe ao sabor da energia. O anúncio pós-mercado da Galp fez as ações da energética subir na abertura da sessão, acompanhando outras empresas do sector.

Presidente indigitado da CMVM defende aproximação aos criptoativos

“A crescente digitalização da sociedade conduz à emergência de uma nova geração de investidores mais evoluídos digitalmente e mais aberto ao risco”, por isso, a CMVM “deve interagir com estes investidores que utilizam preferencialmente plataformas digitais e recolhem informação na internet e redes sociais”, disse Gabriel Bernardino.

Ganhos das farmacêuticas animam Wall Street

O primeiro fundo indexado aos futuros de bitcoin, que negociou na bolsa de Nova Iorque pela primeira vez esta terça-feira, subiu 4,7% para mais de 40 dólares. Em causa está um ETF da ProShares chamado “Bitcoin Strategy ETF”.
Comentários