Vanguard Properties vende 40% dos apartamentos do projeto Bayline em cinco meses

A construção do projeto, que representa um investimento de 85 milhões de euros, teve início em dezembro de 2019 e estará concluído no verão de 2022.

A Vanguard Properties vendeu 40% dos 256 apartamentos do projeto Bayline desde março de 2020, altura em que começou a sua comercialização, revela a promotora imobiliária em comunicado. A construção do projeto, que representa um investimento de 85 milhões de euros, teve início em dezembro de 2019 e estará concluída no verão de 2022.

Este projeto é um condomínio fechado situado a 30 metros da praia dos pescadores em Armação de Pera, no Algarve e conta com tipologias de T1, T2 e T3. O condomínio é composto ainda por spa, ginásio, piscinas interior e exterior, dois hectares de espaços verdes e campos desportivos.

O Bayline apresenta a certificação ambiental BREEAM (Building Reseach Establishment Environmental Assessment Method), sistema que avalia a sustentabilidade de projetos de construção e cuja classificação se baseia em nove fatores: gestão, saúde e bem-estar, energia, transporte, materiais, resíduos, água, utilização do solo e ecologia e poluição.

José Cardoso Botelho, managing diretor da Vanguard Properties, explica que este projeto “tem-se revelado um sucesso de vendas apesar do contexto de pandemia que atravessamos. Atribuímos este sucesso aos argumentos excecionais no que diz respeito à localização, arquitetura e qualidade das amenities, fatores basilares na definição de um produto imobiliário”.

Recomendadas

Rainha de Inglaterra já perdeu 590 milhões de euros com desvalorização do património imobiliário

A desvalorização dos imóveis é atribuída à quarentena imposta em Londres, deixando lojas vazias e rendas por pagar. O relatório publicado esta sexta-feira cita as condições “desafiadoras” para os retalhistas em edifícios da Crown Estate “aceleradas pela pandemia de Covid-19” em todo o Reino Unido.

Mercado imobiliário em Portugal dá sinais de abrandamento e “futuro incerto”

O crescimento significativo número de novas empresas este ano não contraria o facto da consultora Imovendo olhar para as fragilidades do mercado imobiliário.

PremiumProfissionais do turismo optam pelo imobiliário

Profissionais de engenharia, arquitetura e marketing olham para a falta de emprego como oportunidade de mudança para o setor imobiliário. Até final do ano, poderão ultrapassar os 50% de recrutados.
Comentários