Vírus volta a pesar sobre Wall Street

A Cisco tomba 6,17%, para 46,86 dólares, depois de reportar que as suas receitas do segundo trimestre caíram 3,5% em termos homólogos.

A Bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta quinta-feira, dia 13 de fevereiro, em terreno negativo, na sequência de novos receios dos investidores em relação ao impacto do coronavírus na economia global. Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, refere que há até alguns analistas que estimam possíveis efeitos no PIB da China.

“O aumento de casos reportados de pessoas infetadas com coronavírus depois de uma alteração do método para detetar a doença ter revelado 15 mil novos casos e mais de 240 mortos adicionais está a condicionar o sentimento dos investidores”, afirma, numa nota de mercado enviada esta tarde às redações.

Os três principais índices norte-americanos arrancaram no ‘vermelho’. O industrial Dow Jones recua 0,37% para os 29.443,25 pontos; o financeiro S&P 500 perde 0,33%, para os 3.368,22 pontos e o tecnológico Nasdaq desce 0,46%, para os 3.368,22 pontos. Já o Russel 2000 está a ser marcado por uma valorização de 0,71%, para os 1.689,38 pontos.

“A preocupação dos exportadores é evidente pois o impacto já está a ser sentido em termos económicos, basta referir que a maior feira de telecomunicações foi cancelada devido a preocupações com a epidemia, como um de milhares de exemplos onde o impacto se faz sentir no imediato, e a tendência é piorar”, explica Eduardo Silva, deputy director da XTB.

A Cisco tomba 6,17%, para 46,86 dólares, depois de reportar que as suas receitas do segundo trimestre caíram 3,5% em termos homólogos. Por outro lado, as ações da American International Group (AIG) e da Applied Materials estão em contraciclo, com subidas de 0,18%, para 54,40 dólares, e de 2,90%, para 67,32 dólares.

O preço do petróleo recuperou das recentes quedas derivadas do novo surto chinês. A cotação do barril de Brent sobe 1,04%, para 56,37 dólares, enquanto a cotação do crude WTI avança 0,96%, para 51,66 dólares por barril. Quanto ao mercado cambial, o euro deprecia 0,09% face ao dólar (1,0862), enquanto a libra “valoriza” 0,66% perante a divisa dos Estados Unidos (1,3045).

Ler mais

Recomendadas

Bolsa de Lisboa acompanha Europa em alta. CTT sobem 4%

A Sonae sobe 2,16%, para 0,69 euros, depois de ontem ter anunciado a emissão de um empréstimo obrigacionista, por subscrição particular, de 160 milhões de euros. As principais praças europeias negoceiam igualmente em alta nesta que é a última sessão antes da Páscoa.

Trump anuncia que pico da Covid-19 está próxima e Wall Street anima no fecho da sessão

No fecho da sessão, o S&P 500 sobe 3,28%, para 2,746.63 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 2,58%, para 2,746.63 pontos, e o industrial Dow Jones cresce 3,39%, para 23,422.66 pontos.

PSI-20 com ligeira subida depois de impasse do Eurogrupo em encontrar resposta para a Covid-19

O PSI-20 manteve-se praticamente inalterado, com uma ligeira subida de 0,05%, em contra-ciclo com a tendência de queda registada entre as principais bolsas europeias. Mota Engil, CTT, Semapa e BCP lideraram os ganhos em Portugal.
Comentários