Vítor Constâncio sai do BCE para ganhar reforma de 25 mil euros por mês

Vítor Constâncio deve deixar o segundo cargo mais bem pago do supervisor europeu em maio, passando somar a pensão do BCE àquela a que tem direito como reformado do Banco de Portugal.

O ainda vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vítor Constâncio, pode vir a receber uma reforma de 25 mil euros por mês. Vítor Constâncio deve deixar o segundo cargo mais bem pago do supervisor europeu em maio, passando somar a pensão do BCE àquela a que tem direito como reformado do Banco de Portugal, avança o jornal “Correio da Manhã”.

A reforma que Vítor Constâncio vai receber do BCE vai corresponder a mais de 16 mil euros, 70% do seu último salário, segundo as regras válidas para o cálculo de pensões do regulador bancário. A esta juntam-se cerca de nove mil euros a que tem direito como reformado do Banco de Portugal, desde 2010.

Segundo os cálculos do jornal, quando Vítor Constâncio deixar o lugar no BCE, terá recebido cerca de 2,5 milhões de euros só em salários. De fora ficam as contribuições, que foram feitas para seguros de saúde e de acidentes pessoais.

Vítor Constâncio pode ainda renunciar ao pagamento mensal da pensão do banco central, optando por receber as prestações a que tem direito todas de uma vez só, indica o “CM”.

Recomendadas

Inspetores do SEF anunciam greve contra extinção do serviço

A paralisação dos inspetores e dos funcionários do SEF está marcada para esta sexta-feira, 7 de maio, e a motivação surge da intenção do Governo extinguir o serviço. Segundo Acácio Pereira, “o esquartejamento” do SEF seria grave.

Deputados aprovam orçamento suplementar da Assembleia da República

No plano da receita, é integrada uma verba de 9,9 milhões de euros, relativa à rubrica “saldo da gerência anterior/saldo orçamental”.

Concelhos em alerta. Só Cabeceiras de Basto dá o passo atrás no desconfinamento

O cordão sanitário manter-se-á nas duas freguesias de Odemira. Ainda assim, a ministra Mariana Vieira da Silva diz que a redução da incidência do vírus “é um sinal de uma pandemia que se encontra controlada, pese embora a existência de surtos”.
Comentários