Volkswagen pode perder 30 mil empregos com a transição para veículos elétricos

A instalação de uma fábrica da Tesla na Alemanha tem feito agitar as águas para a fabricante automóvel de origem alemã, acelerando a transição para a energia ‘verde’.

O CEO da Volkswagen apontou que a empresa pode perder um total de 30 mil postos de emprego caso a transição para veículos elétricos ocorra de forma lenta e prolongada, sustenta a “Reuters” após ouvir duas fontes sobre o assunto.

A instalação de uma fábrica da Tesla na Alemanha tem feito agitar as águas para a fabricante automóvel de origem alemã, acelerando a transição para a energia ‘verde’. A empresa de Elon Musk apresenta um plano claro para a fabricação de automóveis no país germânico, querendo montar 500 mil carros com 12 mil empregados, enquanto a Volkswagen tem 25 mil trabalhadores e a capacidade de montar 700 mil veículos.

“Não há dúvidas de que temos de falar sobre a competitividade da nossa fábrica em Wolfsburgo num ponto de vista de entrada no mercado”, disse o porta-voz da Volkswagen, Michael Manske, ao abordar a entrada da Tesla e de fabricantes chineses num mercado maioritariamente liderado pelo grupo de origem local.

“A Tesla está a definir novos padrões de produtividade e escala em Grunheide”, referindo-se às instalações perto de Berlim, cujas informações mostram uma capacidade de produção semanal que pode ir dos cinco mil a dez mil carros, mais do dobro que a fábrica da Volkswagen produziu em 2020. No entanto, é preciso dar conta que os dados da fábrica são referentes à pandemia, enquanto os dados da Tesla ainda são previsões dado que a fábrica se encontra em construção.

De facto, os veículos elétricos precisam de menos parte do que os veículos de combustão, o que significa menos intervenção de trabalhadores para a montagem. Novos estudos estimam que a indústria automóvel alemã perca cerca de 100 mil empregos até 2025 por causa da eletrificação.

Atualmente, a fábrica da Volkswagen em Wolfsburgo não fabrica automóveis elétricos mas emprega mais de 50 mil trabalhadores. No entanto, nos planos futuros estão a construção de um sedan com o nome “Projeto Trinity”.

Recomendadas

Intel faz parceria com a Google Cloud para desenvolver nova classe de chips

Os novos chips permitirão construir centros de dados cheios de poderosos computadores físicos e vendem fatias virtuais dessas máquinas para outras empresas que, por sua vez, obtêm melhor retorno do investimento do que construir as próprias máquinas.

EDP e Sonatrach terminam parceria celebrada em 2007

Na sequência desta decisão, a EDP passa a ter o controlo total da central de ciclo combinado de gás natural Soto 4, em Espanha, com 426 megawatts de capacidade instalada, através da compra da participação de 25% detida pela Sonatrach.

BCP reduz despedimento coletivo para 23 pessoas

O BCP vai assim fechar o ano com menos 811 trabalhadores, revelou o CEO do BCP, confirmando a notícia avançada em primeira mão pelo Jornal Económico.
Comentários