Wall Street abre em alta apesar da queda das ações dos bancos

Hoje o tema centra-se no facto de os EUA afirmarem que manterão as tarifas em produtos chineses até um possível acordo comercial Fase II. Os lucros da banca continuam hoje. As ações do Goldman Sachs caem -1,44% depois de uma queda de 26% dos lucros. O BoA perde -2,10% em bolsa.

Traders work on the floor of the New York Stock Exchange (NYSE) shortly after the opening bell in New York, U.S., January 3, 2017. REUTERS/Lucas Jackson

O Dow Jones valoriza 0,14% para 28.978,7 pontos; o Nasdaq avança 0,18% para 9.267,9 pontos e o S&P 500 sobe 0,19% para 3.289,3 pontos na abertura da sessão.

Hoje o tema centra-se no facto de os EUA afirmarem que manterão as tarifas em produtos chineses até um possível acordo comercial Fase II. Os investidores aguardam pela assinatura do acordo comercial Fase I entre os EUA e China que deverá ser assinado esta quarta-feira.

Os investidores estarão também atentos à earnings season que prossegue hoje com apresentação de resultados de mais bancos norte-americanos. O Bank of America reportou um lucros por ação (EPS) trimestral de 0,74 dólares versus os 0,70 dólares estimados. O Bank of America superou a estimativa de lucro dos analistas graças à recuperação da receita de negociação de títulos.

O banco disse que o lucro no quarto trimestre foi de 7 mil milhões de dólares, uma queda de 4% em relação ao ano anterior.

Hoje o Goldman Sachs também apresentou os lucros do quarto trimestre de 2019. divulgou nesta quarta-feira uma queda de 26% no lucro trimestral, devido aos fracos negócios de banca de investimento e também aos custos operacionais mais altos.

O lucro líquido do banco atribuível a acionistas caiu para 1,72 mil milhões de dólares no trimestre encerrado em 31 de dezembro, o que compara com 2,32 mil milhões de dólares no ano anterior. O lucro por ação caiu de 6,04 dólares para 4,69 dólares.

A receita líquida total, no entanto, saltou 23%, para 9,96 mil milhões de dólares.

Ontem o Citigroup e o JPMorgan superaram estimativas dos analistas, com boa performance em produtos de renda-fixa, câmbios e commodities, já o banco comercial Wells Fargo desiludiu, em especial na margem financeira.

De referir também a divulgação do CPI (preços dos consumidores) a sair em linha com o esperado.

Ler mais

Recomendadas

Uma maçã contra o vírus e Wall Street agradece

Wall Street respirou ontem de alívio com o aumento da confiança na capacidade das autoridades chinesas poderem conter a propagação da epidemia do coronavírus.

IGCP emite 949 milhões de euros em operação de troca para alongar prazos da dívida até 2029

Na primeira operação de troca de dívida deste ano, a instituição presidida por Cristina Casalinho adiou em oito anos o reembolso de Obrigações do Tesouro que venciam em 2021.

BCP e papeleiras impulsionam PSI 20

Na bolsa portuguesa, catorze empresas cotadas valorizam, três desvalorizam e uma negoceia sem variação.
Comentários