Wall Street castigada por sector bancário após colapso de ‘hedge fund’ nos EUA

Bancos suíço Credit Suisse e japonês Nomura admitem fortes prejuízos e perdas de milhões de dólares. Goldman Sachs e Morgan Stanley também saem penalizados no arranque da sessão desta segunda-feira em Nova Iorque.

Os principais índices bolsistas em Wall Street arrancaram a primeira sessão desta semana em queda, numa altura em que o sector bancário regista perdas substanciais na sequência das notícias que dão conta que o Credit Suisse (-16% para 10,56 euros) e o japonês Nomura (-13% para 5.71 dólares) admitem perdas de milhões de dólares após exposição a um hedge fund. Em causa está a venda de um bloco de 20 mil milhões de dólares em ações por parte da Archegos Capital na sexta-feira.

Assim, o índice financeiro Standard & Poor’s (S&P 500) cai 0,25% para 3,964.70 pontos, enquanto o industrial Dow Jones cresce 0,08% para 33,078.49 pontos. As praças tecnológicas espelham as perdas: o Nasdaq 100 avança 0,35% para 12,933.16 pontos enquanto que Composite valoriza 0,33% para 13,095.14 pontos.

Segundo o “Financial Times” (FT), o banco japonês poderá ver desaparecer todos os seus lucros do segundo semestre do seu ano fiscal, cerca de dois mil milhões de dólares. Já o banco suíço alertou que a venda de um conjunto elevado de ações por parte do seu cliente – o fundo Archegos – pode ter um impacto “muito significativo e material” nos resultados do primeiro trimestre.

Ainda no sector da banca, o Goldman Sachs, cai 1,80% para 321.49 dólares e o Morgan Stanley perde 3,13% para 77.48 dólares.

Os preços da moeda virtual Bitcoin subiram cerca de 4% para 58.083,60 dólares depois de a Visa, que derrapa 0,40% para 212.61 dólares, ter anunciado que iria permitir o uso da criptomoeda  para liquidar transações na sua rede de pagamentos, o mais recente sinal de crescente aceitação de moedas digitais pela indústria financeira dominante.

Esta semana os investidores estarão atentos ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que irá divulgar o seu novo pacote orçamental destinado às insfraestruturas, na próxima quarta-feira.

Recomendadas

Bitcoin volta a cair e vale menos 46% do que o recorde de abril

Alguns analistas apontam para o facto de as autoridades norte-americanas terem conseguido recuperar grande parte do resgate pago pela Colonial Pipeline, em bitcoin, ao Dark Side, o grupo de piratas informáticos que atacou o software que gere o oleoduto da empresa, segundo a “Bloomberg”.

PremiumBolsas europeias renovaram máximos históricos

A última quinzena de maio e o início de junho trouxeram renovação de máximos na Europa, mas em Wall Street já se começa a ver a lateralização.

Wall Street fecha semana no ‘verde’ com recorde do S&P 500

As tecnológicas destacaram-se nesta sessão. Já a Tesla deslizou 0,07% para 609,71 dólares pouco depois de ter revelado o seu novo modelo S Plaid, uma versão de ponta do sedan desportivo.
Comentários