Wall Street encerra no verde em dia de tomada de posse do novo presidente dos EUA

A tendência de ganhos em Wall Street prossegue no dia de tomada de posse do novo presidente dos EUA, Joe Biden.

Crash de 25% em Wall Street

As bolsas de Nova Iorque continuam, pelo segundo dia consecutivo, a reagir bem à tomada de Joe Biden, com o mercado norte-americano a encarar o novo presidente democrata dos Estados Unidos como um sinal de mais estímulos económicos, impulsionando os principais índices bolsistas de Wall Street.

A tendência de ganhos prossegue depois de, na véspera, a próxima secretária de Estado do Tesouro norte-americana e antiga presidente da Reserva Federal, Janet Yellen, ter referido, perante o Senado, que agora é o momento de estimular a economia, na sequência de Joe Biden ter apresentado o plano de estímulos económicos no valor de 1,9 biliões de dólares.

O índice industrial Dow Jones subiu 0,83% para 31.188,38 pontos. O S&P 500 ganhou 1,36% para os 3.850,39 pontos. O tecnológico Nasdaq também encerrou em terreno positivo, a subir 1,97% para 13.457,25 pontos.

O preço do barril de petróleo está a subir nos dois lados do Atlântico. Em Nova Iorque, o WTI sobe 0,47% para os 53,23 dólares por barril, enquanto o Brent está a valorizar 0,09% para os 55,95 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro depreciou 0,17% face ao dólar norte-americano, para 1,2107 dólares. A libra esterlina apreciou 0,22% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,3657 dólares.

Recomendadas

Lucro líquido da Berkshire Hathaway de Warren Buffett caiu 48% em 2020

“No ano passado, demonstramos o nosso entusiasmo pelos ativos da Berkshire ao recomprar o equivalente a 80.998 ações “A”, gastando 24,7 mil milhões de dólares no processo. Essa medida aumentou a vossa posição em todos os negócios da Berkshire em 5,2% sem exigir que tocassem na carteira”, escreveu o ‘oráculo de Omaha’, na carta anual enviada aos acionistas.

PremiumLagarde e Powell permitem inflação pontual

As autoridades monetárias pretendem continuar com a sua política acomodatícia apesar de “pontuais” subidas da inflação pós-pandemia.

Nasdaq foi o único a ‘verde’ no fecho da sessão em Wall Street

Amazon, Apple, Microsoft e Alphabet fecharam com ganhos. Já as ações da Beyond Meat – a marca que revolucionou a indústria ao criar alimentos vegan com sabor a carne – subiram 1,30% para 145,62 dólares, depois de ter anunciado um acordo com a McDonald’s e a Yum!Brands.
Comentários