Wall Street fecha mista no primeiro dia de reunião da Fed

A Uber disparou 11% depois de informar que prevê que o EBITDA ajustado da empresa possa ser positivo em 25 milhões de dólares (cerca de 21 milhões de euros), o que representa uma melhoria face à perda antes estimada de 100 milhões de dólares (perto de 85 milhões de euros).

Reuters

A bolsa de Nova Iorque fechou a sessão desta terça-feira, o primeiro dia da reunião de política monetária da Reserva Federal (Fed), em terreno misto, numa data marcada pelo facto de a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) ter descido a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos para 6% em 2021, o que representa menos nove décimas do que em maio.

Wall Street encerra as negociações com o índice industrial Dow Jones a perder 0,15% para 33.920,49 pontos, o financeiro Standard & Poor’s (S&P) 50o a cair 0,10% para 4.353,37 pontos e o tecnológico Nasdaq a ganhar 0,22% para 14.746,40 pontos. Por sua vez, o Russel 2000 valorizou 0,40% para 2.187,40 pontos.

A Uber disparou 11,51% para 44,37 dólares, com a notícia de que poderá atingir o breakeven [rentabilidade] em termos de EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) antes do previsto, no quarto trimestre do ano. A empresa de transportes de passageiros prevê que o EBITDA ajustado possa ser positivo em 25 milhões de dólares (cerca de 21 milhões de euros) – superior à perda anteriormente estimada de 100 milhões de dólares (perto de 85 milhões de euros).

A tecnológica “também espera agora reportar entre 22,8 mil milhões e 23,2 mil milhões de dólares em reservas brutas para o terceiro trimestre”, tal como destacou o analista Henrique Tomé. “No entanto, a Uber ainda tem de provar que consegue ultrapassar a pressão dos reguladores em todo o mundo sobre a forma como a empresa trata e classifica os seus empregados”, referiu o trader da XTB, numa nota de mercado.

O preço do ‘ouro negro’ está a subir menos de 1%. O preço do WTI, produzido no Texas, avança 0,71% para os 70,64 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 0,80% para os 74,51 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro segue praticamente inalterado face ao dólar, para os 1,1725 dólares, enquanto a libra esterlina está na linha d’água com um ganho de 0,02% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,3659 dólares.

Recomendadas

Galp e grupo EDP dão energia à bolsa de Lisboa

A praça lisboeta sobe ao sabor da energia. O anúncio pós-mercado da Galp fez as ações da energética subir na abertura da sessão, acompanhando outras empresas do sector.

Presidente indigitado da CMVM defende aproximação aos criptoativos

“A crescente digitalização da sociedade conduz à emergência de uma nova geração de investidores mais evoluídos digitalmente e mais aberto ao risco”, por isso, a CMVM “deve interagir com estes investidores que utilizam preferencialmente plataformas digitais e recolhem informação na internet e redes sociais”, disse Gabriel Bernardino.

Ganhos das farmacêuticas animam Wall Street

O primeiro fundo indexado aos futuros de bitcoin, que negociou na bolsa de Nova Iorque pela primeira vez esta terça-feira, subiu 4,7% para mais de 40 dólares. Em causa está um ETF da ProShares chamado “Bitcoin Strategy ETF”.
Comentários