Wall Street fecha semana no verde com perspetiva de estímulo à economia a sobrepor-se à fraca criação de emprego

Apesar dos fracos números da criação de emprego em novembro, os mercados animaram-se com as declarações de Nancy Pelosi sobre um possível acordo bipartidário para um pacote de estímulos à economia americana, isto depois do líder do Senado ter admitido o mesmo na quinta-feira.

Wall Street fechou a semana no verde, com os três índices a encerrarem com ganhos no dia em que foram conhecidos os números da criação de emprego em novembro, que ficaram aquém do esperado, e que a líder da Câmara dos Representantes se mostrou confiante na obtenção de um acordo para um novo pacote de recuperação económica.

O S&P 500 fechou com os maiores ganhos, ao valorizar 0,88% para os 3.699,12 pontos. Já o Dow Jones ganhava 0,83% no fecho, terminando a sessão com 30.218,26 pontos, enquanto que o Nasdaq subiu 0,70%, encerrando com 12.464,23 pontos.

As declarações de Nancy Pelosi sobre a possibilidade de um acordo bipartidário de recuperação animou os mercados, pelo impacto que terá na procura interna. Já na passada quinta-feira o líder republicano do Senado, Mitch McConnell, havia dito que um acordo estava próximo.

Assim, o mercado bolsista norte-americano valorizou mais a expetativa de uma nova injeção de liquidez na economia do que os maus números da criação de emprego, que foram os mais baixos desde o início da retoma da atividade em maio e ficaram muito abaixo do que era esperado pelo mercado. Em novembro, a economia norte-americana registou um aumento de 240 mil postos de trabalho, comparando com expetativas de 469 mil.

Os títulos pro-cíclicos estiveram assim em elevada procura, como os financeiros, energéticos e industriais. O sector energético em particular experienciou fortes ganhos com a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de aumentar a produção diária de barris em 500 mil.

De resto, o crude também valorizava mais de 1% à hora de fecho de Wall Street, com os investidores a verem este aumento da produção como um sinal de que mais restrições serão levantadas em breve, à medida que a OPEP procede à retoma.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street abre em queda com resultados dos bancos

No ano de 2020, o JP Morgan Chase, o maior grupo bancário dos Estados Unidos, obteve um lucro líquido de 29.131 milhões de dólares, menos 20% que em 2019. Em termos anuais, o grupo bancário americano Citigroup obteve em 2020 um lucro líquido de 11,370 milhões de dólares, 41% menos do que no ano anterior. O lucro líquido da Wells Fargo em 2020 caiu 83,1%, para 3.301 milhões de dólares.

Venda de ações reforça noção que a CTG vê a EDP como investimento financeiro, diz o BPI

A estatal chinesa lançou uma OPA sobre a totalidade da EDP em maio de 2018, mas desistiu após a alteração dos estatutos para acabar com o limite de votos de 25% por acionista ter sido chumbada. Desde essa altura, vendeu 1,8% em fevereiro de 2020, mas reforçou no aumento de capital em agosto.

‘Luanda Leaks’. CMVM fez seis comunicações à PJ e não descarta possibilidade de mais

“Estamos a fechar estes trabalhos com nove auditores analisados, em 27 entidades auditoras analisadas”, explicou Gabriela Figueiredo Dias aos jornalistas. “Foram enviados 12 processos para apreciação contraordenacional, relativamente a um auditor e há mais dois que estão em análise relativemente a outros auditores”
Comentários