Zurich abre concurso para as melhores startups de casas e prédios inteligentes

Os vencedores e ocupantes das posições de pódio receberão recursos financeiros e humanos necessários para implementarem programas piloto com os clientes da seguradora nos seus países.

A multinacional Zurich abriu candidaturas para o Campeonato Mundial de Inovação, um concurso para empreendedores e startups no setor de insurtech – casas e prédios com inteligência artificial.

O campeonato, que será abrangido por 20 países, decorre a três níveis (nacional, regional e mundial) tem as candidaturas abertas até domingo, 30 de setembro.

Os vencedores e ocupantes das posições de pódio serão revelados em fevereiro de 2019 e receberão recursos financeiros e humanos necessários para implementarem programas piloto com os clientes da seguradora nos seus países.

Giovanni Giuliani, diretor de estratégia, inovação e desenvolvimento de negócios do Grupo Zurich, afirma que “os participantes serão avaliados e selecionados por um painel de jurados especialistas no assunto, líderes de inovação e executivos seniores de negócios.”

Relacionadas

InnoEnergy abre concurso para startups. Prémio é de 100 mil euros

As 15 start-ups mais inovadoras recebem um pacote de serviços feito à medida e a vencedora receberá ainda um prémio de 100 mil euros.

Nors abre concurso internacional para startups com 10 mil euros de prémio

As inscrições para o concurso internacional de startups, promovido pelo grupo Nors Digital Disruptos, já está aberto. As candidaturas devem ser enviadas até ao dia 3 de oububro. A startup vencedora ganhará um prémio de 10 mil euros e ainda um ano de incubação.
Recomendadas

Criar uma startup em 2021? Atenção às “potenciais armadilhas”, alerta investidor norte-americano

“É fantástico que as duas vacinas experimentais Moderna e Pfizer mostrem resultados de eficácia superiores a 95%. Acho é que devemos ser um bocadinho conservadores sobre quanto é que isso vai afetar os negócios, as economias”, argumentou Geoff Ralston.

Tecnológica de Leiria recruta mais de 20 pessoas

Reatia, uma ‘proptech’ fundada pelo empreendedor português Hugo Venâncio, recebeu financiamento de 1 milhão de euros em outubro.

Como é que as empresas criam empreendedores? “De T.A.M. para T.A.P.”, diz Bionic

“Temos de acabar com o vício de estarmos corretos”, advertiu o empreendedor norte-americano David Kidder no terceiro e último da Web Summit.
Comentários