Angola arrisca deixar Portugal sem embaixador

O presidente angolano, João Lourenço, exonerou o embaixador da República de Angola em Portugal, José Marcos Barrica, mas não vai indicar para já o novo diplomata porque está irritado coma justiça portuguesa.

Portugal poderá não ter para já um embaixador de Angola no país. O presidente angolano, João Lourenço, exonerou esta segunda-feira o embaixador da República de Angola em Portugal, José Marcos Barrica, mas não irá indicar rapidamente o novo diplomata – apesar de já haver agreement para Carlos Alberto Fonseca ser o escolhido – porque está irritado com a justiça portuguesa, de acordo com o “Expresso”.

“Os sucessivos avisos feitos pelo presidente [de Angola] são para ser levados a sério (…). Para Angola não há caso e vamos agir sempre em defesa dos nossos interesses para encontrarmos uma saída airosa”, afirmou ao semanário uma fonte da Presidência angolana, segundo relata a edição deste sábado.

Contactado pelo correspondente do “Expresso” em Angola, um alto funcionário do Ministério das Relações Exteriores explicou que o país africado não pode ser prejudicado devido a “caprichos” e, portanto, Lisboa “tem de assumir as suas responsabilidades”: “Temos todo o tempo do mundo e a relação com Portugal pode continuar a esperar”, sublinhou o mesmo porta-voz.

Já o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, optou por não comenta as decisões de representações diplomáticas de outros países.

Relacionadas

Governo português já deu ‘agrément’ ao novo embaixador de Angola em Lisboa

“Cada país soberanamente escolhe quem é o embaixador ou embaixadora que quer colocar onde, o país que recebe tem de dizer que concorda”, referiu Augusto Santos Silva.

Presidente angolano exonera embaixador em Portugal

Até ao momento, ainda não foi avançado qualquer nome para suceder a José Marcos Barrica no cargo de embaixador da República de Angola em Portugal.
Recomendadas

“O racismo é veneno”. Merkel reage aos ataques em Hanau, na Alemanha

Também a presidente da Comissão Europeia condenou os ataques que provocaram 11 mortos esta quarta-feira. Além das 11 vítimas mortais, quatro pessoas ficaram feridas. Entre os mortos estão o autor dos disparos e a mãe do atacante.

Vendas de batatas fritas galegas disparam 150% depois de aparecerem no filme coreano Parasitas

A Bonilla a la vista, empresa de Arteixo na Galiza fundada em 1932, viu as vendas dispararem à medida que o filme Parasitas granjeou sucesso e venceu quatro Óscars, incluindo melhor filme.

Assassínio de Olof Palme pode ficar resolvido este ano

“Acreditamos ter uma ideia bastante clara do que aconteceu”, diz o Ministério Público sueco, encarregado de investigar a morte do primeiro-ministro, sucedida em 1986. Era um dos amigos ‘internacionais’ de Mário Soares.
Comentários