43.992 alunos entraram no Ensino Superior. Consulte aqui as notas e as vagas que sobram para a 2.ª fase

Das 50 .852 vagas colocadas a concurso, sobraram 7.290 vagas para a segunda fase. Segundo a Direção Geral do Ensino Superior, no ano letivo 2018/2019, estão previstos no ensino público, mais de 73 mil novos estudantes, considerando todas as vias de ingresso em licenciaturas e mestrados integrados.

Universidade Porto

À primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior público realizado este ano apresentaram-se 49.362 candidatos, tendo sido admitidos 43.992. Trata-se do segundo ano com maior número de colocados desde 2010, apesar da redução de 2% no número total de estudantes colocados face a 2017.

No total foram abertas a concurso 50.852 vagas, abrangendo universidades e institutos superiores politécnicos, das quais sobraram 7.290 vagas para a segunda fase, que decorre entre 10 e 21 de setembro.

Consulte aqui  as médias de entrada nas várias instituições de ensino, o Top 10 dos cursos com médias mais altas e as vagas que sobram para a segunda fase. 

Os resultados estão online desde as 00h01 de domingo, 9 de setembro, no sítio da Direção-Geral do Ensino Superior (http://www.dges.gov.pt), podendo ainda ser consultados através da aplicação ES Acesso, disponível nas plataformas iOS e Android.

Segundo os dados divulgados pela Direção-Geral do Ensino Superior, 89,1% dos 49362 candidatos que se apresentaram a concurso foram colocados. E destes mais de metade (54,7%) foram admitidos na 1.ª opção, o que representa um aumento de 5,7%, em relação ao ano de 2017. Uma fatia maior – 88,2% – dos estudantes agora admitidos foram colocados numa das suas três primeiras opções, o que representa um aumento de 4,8% relativamente ao ano anterior (83,4% em 2017).

Os dados revelam um aumento de 1,2% no total de candidatos em instituições localizadas em regiões de menor densidade demográfica, sendo que o número de colocados aumenta 0.7% face ao ano anterior. O aumento de estudantes colocados em primeira opção verifica-se em instituições do interior, sobretudo em Tomar, Portalegre, Bragança, Beja, Santarém, Castelo Branco, Setúbal, Vila Real e Guarda.

Considerando todas as vias de ingresso em licenciaturas e mestrados integrados, a DGES estima que o número de novos estudantes no ensino superior público no ano letivo de 2018-2019 atingirá cerca de 73 mil, incluindo cerca de 65,5 mil estudantes nos cursos de licenciatura e mestrados integrados e cerca de 7,5 mil estudantes nos cursos técnicos superiores profissionais (i.e., TESP’s).

Segundo os dados divulgados pela Direção-Geral do Ensino Superior, 88,2% dos estudantes agora admitidos foram colocados numa das suas três primeiras opções, o que representa um aumento de 4,8% relativamente ao ano anterior (83,4% em 2017).

 

Vagas, candidatos em 1.ª opção, colocados e vagas sobrantes por instituição

 

Instituição Vagas Candidatos
em 1.ª opção 
Colocados Vagas sobrantes 
Universidade dos Açores 663 397 430 233 
Universidade do Algarve 1475 978 1210 306 
Universidade de Aveiro 2168 2209 2094 85 
Universidade da Beira Interior 1307 910 1176 140 
Universidade de Coimbra 3257 3469 3184 113 
Universidade de Évora 1175 876 1012 179 
Universidade Nova de Lisboa 2571 3823 2581 2 
Universidade do Minho 2869 3422 2780 105 
Universidade do Porto 3976 6834 3970 19 
Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro 1444 1199 1301 152 
Universidade da Madeira 635 631 504 140 
Universidade de Lisboa 7278 8654 7214 118 
ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa 1047 1593 1054 0 
Instituto Politécnico de Beja 531 147 213 321 
Instituto Politécnico do Cávado e do Ave 667 640 633 43 
Instituto Politécnico de Bragança 2003 354 774 1243 
Instituto Politécnico de Castelo Branco 925 313 488 443 
Instituto Politécnico de Coimbra 2098 1516 1716 426 
Instituto Politécnico da Guarda 699 153 331 368 
Instituto Politécnico de Leiria 1915 1329 1566 385 
Instituto Politécnico de Lisboa 2283 2303 2245 67 
Instituto Politécnico de Portalegre 537 119 241 296 
Instituto Politécnico do Porto 2895 3698 2896 8 
Instituto Politécnico de Santarém 944 375 573 379 
Instituto Politécnico de Setúbal 1210 697 800 420 
Instituto Politécnico de Viana do Castelo 1022 404 618 406 
Instituto Politécnico de Viseu 1314 533 800 516 
Instituto Politécnico de Tomar 500 125 207 293 
Escola Superior de Enfermagem de Coimbra 320 252 324 0 
Escola Superior de Enfermagem de Lisboa 285 426 286 0 
Escola Superior de Enfermagem do Porto 257 381 257 0 
Escola Superior Náutica Infante D. Henrique 173 92 106 71 
Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril 409 510 408 13 
     
TOTAL 50852 49362 43992 7290 
Ler mais
Recomendadas

PremiumEducação é o parente pobre de um orçamento expansionista

Os ministérios ligados diretamente à economia são aqueles que apresentam dotações para 2019 com maior crescimento. Todos os gabinetes contam com mais dinheiro, mas a Educação não consegue sequer absorver a inflação.

PremiumPropinas baixam 212 euros. Medida custa ao país 50 milhões

Manuel Heitor deixa a sua impressão digital no Orçamento de Estado para 2019 ao avançar a medida que baixa as propinas cobradas no ensino superior, que se encontravam congeladas desde 2016. O tecto máximo das propinas, atualmente, nos 1.068 euros cai para 856 euros, no ano letivo 2019/2020, o que representa uma redução exata de 212 euros por ano.

Efacec apoia doutoramentos na Faculdade de Engenharia do Porto

A empresa de tecnologia e inovação integra o programa FEUP Prime como parceiro estratégico e reforça a sua ligação ao mundo académico.
Comentários