86% dos portugueses usa a Internet para procurar informações

Segundo dados obtidos por um estudo realizado pelo Portal da Queixa, em parceria com a Nicequest, 86% dos portugueses conecta-se à Internet para procurar informações e, na maioria das vezes, a partir de casa, ficando o local de trabalho em segundo lugar.

As mulheres e os jovens são os que mais se conectam à Internet. Os inquiridos afirmaram realizar uma média de 5 actividades na Internet. O estudo “atesta ainda que os consumidores usam, cada vez mais, a Internet, nomeadamente, as redes sociais, para reclamar de uma marca ou serviço”.

As mulheres com menos de 50 anos são as que mais utilizam os smartphones, enquanto homens e pessoas com mais de 49 anos elegem o computador como dispositivo principal.

Os jovens são o grupo que mais actividades realiza na Internet. Seis entre 10 entrevistados usam o smartphone como o principal dispositivo para se conectar à Internet, 3 de 10 priorizam o computador. Com o aumento do tráfego online, uma das actividades que tem registado uma mudança significativa são as reclamações.

Um resultado que, Pedro Lourenço, CEO e fundador do Portal da Queixa, interpreta como cultural: “O consumidor português queixa-se muito, mas formaliza pouco as suas reclamações. Felizmente esta tendência tem vindo a alterar-se por força da massificação do acesso à Internet que levou ao crescimento das reclamações, tanto no Portal da Queixa, como nos mais variados canais.”

“No entanto, durante muitas gerações, foi erradamente instruído que reclamar não tinha consequência e, por conseguinte, assistiu-se a uma descredibilização muito grande por parte dos órgãos de supervisão e fiscalização. Hoje em dia, o consumidor começa a ter consciência do poder da opinião pública que adquire através das redes sociais, plataformas estas que, cada vez mais, contribuem para uma maior literacia dos consumidores relativamente aos seus direitos e opções de escolha”, acrescenta o responsável.

Mais artigos em PCGuia.pt.

Ler mais
Recomendadas

Engenharia portuguesa ajuda a revolucionar mineração debaixo de água

Investigadores do INESC TEC participam no projeto europeu que desenvolveu esta tecnologia inovadora, que dispõe de um orçamento de 12 milhões de euros.

Associação de Gestão de Resíduos apoia projetos de economia circular com 18 mil euros

Destinada a instituições de ensino superior e de investigação – alunos ou investigadores –, ao sector empresarial, a associações de desenvolvimento, a instituições sociais, à comunidade artística e a outras entidades e particulares, as candidaturas à Academia Electrão decorrem até 12 de abril.

Windows 10 envia dados para Microsoft sem permissão dos utilizadores (aparentemente)

Quando indica que não quer partilhar dados com a Microsoft tem de ter o cuidado de o fazer em todos os painéis de controlo.
Comentários