Abreu apoia Mapfre na entrada da Salvador Caetano

A operação foi conduzida pelos grupos de Direito Comercial e Financeiro. O coordenador da equipa disse ao Jornal Económico que a experiência internacional dos advogados contribuiu para o negócio.

A Abreu Advogados prestou assessoria jurídica à Mapfre España nas negociações com o grupo Salvador Caetano através de uma equipa liderada pelo sócio Rui Peixoto Duarte e por José Carlos Vasconcelos. A operação incluiu as equipas de Direito Comercial e Financeiro e contou com a participação do consultor Jorge Morais e da advogada associada Joana Matos Lima, na área de mercados de capitais.

“Os serviços de assessoria solicitados para a concretização de uma operação de tomada de participação na Salvador Caetano Auto implicaram a alocação de uma equipa de advogados que tem uma vasta experiência com clientes internacionais associada ao conhecimento do setor segurador, automóvel e experiência em M&A, o que nos permitiu estruturar a transação de forma a gerar um contributo positivo para o negócio do cliente”, explicou Rui Peixoto Duarte, sócio da Abreu Advogados, ao Jornal Económico.

A operação foi concretizada através da subscrição de um aumento de capital pela Mapfre España, realizada em espécie, através da entrega de créditos e de ações representativas do capital social das sociedades Finlog – Aluguer e Comércio de Automóveis, que se rege pelo quadro legal português e Ibericar Sociedad Iberica del Automovil, pertencente ao Direito espanhol.
O escritório considera a transação “complexa” e adianta que “implicou diversos acordos e atos jurídicos para a entrada da seguradora no capital social da participada Salvador Caetano Auto, a par do acompanhamento legal em questões ligadas ao mercado de capitais”.

Em novembro do ano passado, o grupo Salvador Caetano notificou a Autoridade da Concorrência sobre a compra do controlo exclusivo da Finlog, segundo um aviso publicado pela entidade. A Salvador Caetano, cujas empresas participadas se dedicam ao comércio e reparação de veículos automóveis, detém o controlo conjunto sobre aquelas duas empresas.

Recomendadas

PremiumAntónio Andrade: “O Tribunal Unificado de Patentes pode ser muito negativo para as PME”

António Andrade, sócio da Abreu, explica a importância da proteção de patentes na indústria farmacêutica.

PremiumComo a transformação digital está a mudar os negócios

Para Sam Balaji, líder global de consultoria da Deloitte, há “grandes oportunidades” para Portugal no setor da transformação digital. Finanças, Energia, Retalho e Distribuição são os setores que mais investem.

PremiumPME terão mais uma forma de financiamento

Advogado Gustavo Ordonhas Oliveira diz que já há interessados em criar fundos de crédito, inclusive gestoras de fundos de capital de risco.
Comentários