PremiumAbreu, Miranda e VdA assessoram projeto de GNL em Moçambique

O trio de escritórios esteve envolvido no processo de financiamento ao projeto de gás natural liquefeito, com firmas das suas redes em África.

É o maior projeto mundial de Gás Natural Liquefeito (GNL) em Moçambique, está avaliado em 20 mil milhões de dólares (aproximadamente 17 mil milhões de euros) e a assessoria jurídica esteve a cargo de escritórios nacionais e internacionais. As operações de financiamento e desenvolvimento do “Mozambique LNG Project” contaram com o apoio legal da Abreu Advogados, da Miranda & Associados (Miranda Alliance) e da Vieira de Almeida (VdA).

As três sociedades assessoraram os senior creditors [agências de crédito à exportação e Banco Africano de Desenvolvimento (BAD)] e a petrolífera francesa Total, respetivamente. Os trabalhos jurídicos na região conhecida como “Área 1”, tiveram ainda a participação da JLA Advogados em Moçambique e das norte-americanas Latham & Watkins e White & Case, que atuaram como counsels.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

A modernização “inevitável” de um setor tradicional como o da advocacia

Mesmo antes da aceleração que a pandemia promoveu, as sociedades de advogados de maior renome viviam já um processo de transição digital que facilitou a adaptação à advocacia remota.

O que dizem os advogados sobre a inovação na hora de servir o cliente

Líderes e responsáveis de inovação dos principais escritórios de advocacia em Portugal falam em compatibilidade entre deontologia e tecnologia, mas alertam para a necessidade de uma “sensabilidade acrescida” ou até de criação de comités para garantir o cumprimento dos deveres da profissão.

Premium‘Big Four’ afastadas da auditoria aos créditos a Luís Filipe Vieira

PwC estava a avaliar restruturação de créditos à Promovalor, mas como a firma audita contas do Benfica SAD, o Novo Banco terá de selecionar nova auditora.
Comentários