Acordo comercial do Brexit não impressiona bolsas europeias. PSI-20 fecha com perdas tímidas

“É um dia de descanso dos mercados, que permite consolidar os avanços recentes e que é tanto necessário, como conveniente”, referem os analistas do Bankinter. A Corticeira Amorim e o BCP fecharam a sessão desta quarta-feira, a penúltima do ano, em terreno positivo.

As bolsas europeias encerraram a sessão desta quarta-feira, a penúltima do ano 2020, em terreno negativo. No dia em que – sem grandes surpresas – a Câmara dos Comuns britânica aprovou com larga maioria o acordo comercial do Brexit, os investidores não ficaram impressionados e o principal índice português também deslizou: 0,20% para 4.921,78 pontos.

O PSI-20 viu-se pressionado por quedas como as da EDP – Energias de Portugal (-1,07% para 5,20 euros), Pharol (-1,57% para 12 cêntimos), Sonae (-1,26% para 67 cêntimos) ou CTT – Correios de Portugal (-0,42% para 2,37 euros). A liderar as perdas esteve a Ibersol, que caiu 2,22% para 5,28 euros.

Por outro lado, o BCP subiu 1,79% para 12 cêntimos e a Corticeira Amorim avançou 0,91% para 11,14 euros.

No resto da Europa, o sentimento é igualmente pessimista, com o índice alemão DAX a cair 0,31%, o espanhol IBEX 35 a perder 0,25%, o francês CAC 40 a desvalorizar 0,22%, o italiano FTSE MIB a deslizar 0,12% e o holandês AEX a resvalar 0,17% e o britânico FTSE 100 a recuar 0,71%. O Euro Stoxx 50 ficou marcado por uma queda de 0,27%.

“É um dia de descanso dos mercados, que permite consolidar os avanços recentes e que é tanto necessário, como conveniente”, referem os analistas do Bankinter, numa nota de mercado.

Já o valor do ‘ouro negro’ segue direções opostas. O preço do petróleo WTI, produzido no Texas, cai 0,10% para os 47,95 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a desvalorizar 0,04% para os 51,25 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro valoriza 0,20% face ao dólar, para 1,2279 dólares, e a libra esterlina sobe 0,79% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,3606 dólares.

A sessão ficou ainda marcada pelo escalar de preço da moeda digital mais famosa do mundo: cada bitcoin vale agora mais de 28 mil dólares.

“A bitcoin voltou a bater recordes no dia de hoje depois de uma nova recuperação ter levado a moeda a negociar acima de seu recorde de 28.400 dólares. Da noite para o dia, a criptomoeda mais popular conseguiu apagar as perdas recentes após cair brevemente para os 25.780 dólares. A mudança aproxima-a do nível psicológico de 30 mil dólares”, dizem os analistas da XTB, em research.

Ler mais

Recomendadas

Atividade industrial catalisa dia de ganhos na Europa. PSI-20 acompanha em alta

O principal índice bolsista português fechou a sessão desta segunda-feira a subir 1,85% para 4,789.11 pontos, à semelhança das congéneres europeias, perante a estabilidade nas ‘yields’ da dívida soberana nos EUA, cuja subida pressionou o sentimento na semana passada.

Volatilidade nas criptomoedas. Bitcoin sobe 9% depois de ficar abaixo dos 43 mil dólares

A moeda digital atingiu o seu recorde máximo no passado dia 21 de fevereiro, tendo-se fixado em 58.350 dólares.

Wall Street abre em alta com regresso à calma nos juros soberanos

Wall Street abre assim com ganhos à medida que o mercado de títulos acalma. Nos últimos dias os juros da dívida pública disparam com medo da inflação, devido a alguns indicadores.
Comentários