Açores: EDP coordena projeto de sete milhões de euros para criação de ecossistema de transição energética

O projeto conta com 34 parceiros europeus e será implementado nos Açores e nos Países Baixos. Estes locais servirão para implementar “soluções emergentes e tecnologias disruptivas na produção e armazenamento de energia”. Objetivo do projeto, que conta com financiamento europeu, passa por comprovar “o potencial de incremento das fontes renováveis em uso nos espaços insulares, ultrapassando os desafios de gestão de rede”.

A EDP vai desenvolver um projeto, com 34 parceiros europeus, recorrendo a financiamento europeu, na Terceira, nos Açores, e também em Ameland, nos países baixos,  que terá como objetivo criar um ecossistema para a transição energética em contexto de ilhas. Estes locais servirão para implementar “soluções emergentes e tecnologias disruptivas na produção e armazenamento de energia”.

O projeto chama-se IANOS – IntegrAted SolutioNs for the DecarbOnization and Smartification of Islands, tem investimento de sete milhões de euros, ao abrigo do Programa Horizonte 2020, e tem como um dos objetivos comprovar “o potencial de incremento das fontes renováveis em uso nos espaços insulares, ultrapassando os desafios de gestão de rede”.

Recomendadas

Madeira: Empresas já podem candidatar-se à segunda fase da Linha Investe RAM

A par desta linha, foi hoje também aberto o concurso do Programa de Apoio às Iniciativas Empresariais das micro e pequenas empresas da Região Autónoma da Madeira, o Inicie+. Este SI de apoio ao tecido empresarial da Região tem disponível, a partir desta quarta-feira, uma dotação de 2,5 milhões de euros.

Madeira quer receber reunião política durante Presidência portuguesa do Conselho da UE

O objetivo, de acordo com o governante, é perspetivar em termos globais e europeus a importância das Regiões Ultraperiféricas (RUP) na afirmação da UE enquanto poder mundial.

Miguel Albuquerque sem dúvidas na escolha de Pedro Coelho nas autárquicas de 2021 em Câmara de Lobos

O líder do PSD-Madeira realçou ainda que este concelho tem dado um grande salto em termos de desenvolvimento turístico, cultural, económico e educacional, “e isso deve-se, de facto, também, e muito, ao empenho, à dedicação, à determinação e à linha estratégica que esta Câmara tem adotado”.
Comentários