África registou mais 269 mortes e 7.121 infetados por Covid-19 nas últimas 24 horas

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), citado pela Lusa, o número total de infetados nos 55 Estados-membros da organização é agora de 4.567.240, e nas últimas 24 horas registaram-se 7.995 recuperados, totalizando 4.110.898 desde o início da pandemia.

África registou mais 269 mortes associadas à Covid-19 nas últimas 24 horas, para um total de 122.082 vítimas mortais, e 7.121 novos infetados, de acordo com os dados oficiais mais recentes no continente.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), citado pela Lusa, o número total de infetados nos 55 Estados-membros da organização é agora de 4.567.240, e nas últimas 24 horas registaram-se 7.995 recuperados, totalizando 4.110.898 desde o início da pandemia.

A África Austral continua a ser região mais afetada, registando 1.971.147 infetados e 62.135 mortos associados ao contágio com a doença.

Nesta região, a África do Sul, o país mais atingido pela Covid-19 no continente, regista 1.582.842 casos e 54.406 mortes.

O Norte de África é a segunda zona mais atingida, com 1.369.797 infetados e 40.020 vítimas mortais.

A África Oriental contabiliza 605.509 infeções e 11.297 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infeções é de 459.623 e o de mortes é de 6.061.

Na África Central, há 161.164 casos de infeção e 2.569 óbitos registados.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 13.402 mortes e 228.584 infetados, seguindo-se a Tunísia, com 10.808 mortes e 310.734 casos de infeção.

Marrocos contabiliza 511.562 casos de infeção e 9.026 mortes associadas à covid-19.

Entre os países mais afetados estão também a Etiópia, com 3.709 vítimas mortais e 258.062 infeções, e a Argélia, com 3.261 mortos e 122.311 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique regista 814 mortes e 69.965 casos, não tendo registado mortes nos últimos quatro dias.

Segue-se Angola (600 óbitos e 26.815 casos de infeção), Cabo Verde (220 mortos e 24.127 casos), Guiné Equatorial (112 óbitos e 7.694 casos), Guiné-Bissau (67 mortos e 3.736 casos) e São Tomé e Príncipe (35 mortos e 2.310 casos).

O primeiro caso de Covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 3.194.716 mortos no mundo, resultantes de mais de 152 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.976 pessoas dos 836.947 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ler mais
Recomendadas

Luanda avança com Bolsa de Diamantes de Angola em 2022

Numa abertura que será experimental, a BDA – Bolsa de Diamantes de Angola deverá arrancar no próximo ano, num processo liderado pelas empresas do sector, Sodiam e Endiama, referiu ao Jornal Económico uma fonte do Executivo de Luanda, explicando que o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, admitiu que a BDA pode vir a cooperar na comercialização de diamantes angolanos com o Antwerp World Diamond Center.

Covid-19: Angola com mais 263 casos e três mortes nas últimas 24 horas

Com os dados hoje divulgados, o país acumula 28.740 infeções por covid-19 desde o início da pandemia, 633 óbitos e 24.717 recuperados.

Cabo Verde regista mais um óbito e 367 infetados em 24 horas

Cabo Verde registou mais 367 novos infetados pelo novo coronavírus e um óbito em São Vicente nas últimas 24 horas, chegando às 230 mortes associados à doença.
Comentários