Albuquerque critica “solidariedade residual” da República com a Madeira

O presidente do Governo da Madeira afirmou que apenas 11% das receitas do Orçamento Regional correspondem a transferências do Governo Central, acusando a República de “denegar responsabilidades” para com as regiões autónomas numa atitude “anacrónica” de centralismo que “prejudica a coesão territorial”.

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, criticou hoje na Assembleia da Madeira a “solidariedade residual” do Governo da República para com a região, e afirmou que apenas 11% das receitas do orçamento regional correspondem a transferências do Governo Central.

Num discurso de introdução ao debate cujo tema foi “Assuntos pendentes com a República”, Miguel Albuquerque acusou a República de “denegar responsabilidades” para com as regiões autónomas numa atitude “anacrónica” de centralismo que “prejudica a coesão territorial”.

Para o Presidente do executivo regional, o Estado não está a cumprir com os princípios delegados na Constituição Portuguesa ao ignorar os interesses da Madeira.

“O Governo da República reclama pela solidariedade da União Europeia, aquilo que dentro do próprio território não cumprem”, concluiu Miguel Albuquerque no discurso introdutório da reunião plenária da Assembleia da Madeira de quarta-feira, dia 25 de novembro.

Recomendadas

Madeira: Câmara da Ponta do Sol aprova Orçamento para 2022 de 7,5 milhões de euros

Após ser aprovado com maioria em reunião de Câmara, com votos favoráveis do PS e abstenção do PSD, o documento segue agora para votação na Assembleia Municipal, a realizar- se no dia 9 de dezembro. 

Idade da reforma poderá baixar para 66 anos em 2024

Aumento da mortalidade provocado pela pandemia de Covid-19 está a reduzir a esperança média de vida em Portugal, pelo que a idade média da reforma vai baixar para 66 anos e quatro meses em 2023. No ano seguinte, em 2024, deverá baixar ainda mais, para 66 anos, interrompendo uma trajetória de subida que se verificava desde 2014.

Madeira recebe segunda Conferência da Macaronésia dedicada ao tema da transição ecológica e digital

Os temas discutidos em quatro painéis contam com a participação de membros dos governos e de organizações das quatro regiões da Macaronésia.
Comentários