Aliança suspende ação de campanha após acidente de viação na A1

O partido de Pedro Santana Lopes suspendeu esta quarta-feira a campanha para as eleições europeias, depois de o líder do partido e o cabeça de lista, Paulo Sande, terem sofrido um acidente de viação na A1.

O presidente do Aliança, Pedro Santana Lopes (C), durante a sessão de abertura do 1.º Congresso do Aliança, Évora, 9 de fevereiro de 2019. O partido é liderado por Pedro Santana Lopes que elege neste congresso o senado, o conselho de jurisdição e a comissão de auditoria. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O Aliança suspendeu esta quarta-feira a ação de campanha para as eleições europeias, em Cascais, depois de o presidente do partido, Pedro Santana Lopes, e o cabeça de lista às eleições europeias, Paulo Sande, terem ficado ferido num acidente de viação. Ao Jornal Económico, Paulo Sande dá conta de que o acidente aconteceu na A1, no quilómetro 136, na zona de Leiria.

O veículo seguia de Coimbra para uma ação de campanha em Cascais, Lisboa. Pedro Santana Lopes terá ficado encarcerado, mas ferido sem gravidade. Também Paulo Sande terá ficado ferido sem gravidade. O líder do partido e o candidato serão transferidos para os Hospitais da Universidade de Coimbra para serem observados, depois de lhes terem sido colocados colares cervicais.

Fonte do partido dá conta de que as ações previstas para esta quarta-feira foram canceladas. “Quanto às ações de campanha para os próximos dias, logo se verá”, afirmou.

Pedro Santana Lopes e Paulo Sande deveria participar esta quarta-feira, pelas 18h30, na conferência Eurotalks “Portugal, a Europa e o Mar”, no Museu Condes Castro Guimarães, Cascais. Para amanhã, estava programada a participação de Paulo Sande numa arruda na Feira da Malveira e uma ação de campanha na Estação do Cais do Sodré até Santa Apolónia, em Lisboa.

Recomendadas

Restrições na área de Lisboa poderão ser levantadas “muito brevemente”, diz António Costa

O primeiro-ministro revelou esta quarta-feira que as restrições impostas na Área Metropolitana de Lisboa devido à pandemia de covid-19 poderão ser levantadas “muito brevemente”, uma vez que os focos de contágio identificados são “situações muito contidas”.

“Lá dentro cultura, cá fora artistas tauromáquicos algemados. Que maravilha”. Campo Pequeno chega ao Parlamento

O CDS estranhou a realização de um espetáculo num espaço habitualmente destinado a touradas e o líder do PAN partilhou com António Costa aquilo que apelidou como uma visão do futuro. O Campo Pequeno, em Lisboa, foi tema em debate entre CDS e PAN.

António Costa defende ‘paraministro’: “Convite a quem está fora da bolha partidária melhora qualidade da sessão política”

Durante o debate quinzenal, António Costa foi questionado três vezes pelos partidos sobre o convite do Governo ao CEO da Partex. O líder do Governo diz que é o seu “estilo” convidar personalidades independentes para colaborar em questões políticas e acusou direita de “mesquinhez” por trazer tema a debate.
Comentários