Alívio do IRS é única promessa feita por todos

Todos os partidos defendem menos IRS para rendimentos médios e baixos. Noutros impostos há reduções para todos os gostos e más notícias paraos mais ricos. Mas esquerda e direita chegam a ter propostas semelhantes.

As eleições legislativas de 6 de outubro estão envoltas em incerteza quanto à configuração parlamentar que vai resultar da votação e aos acordos necessários para formar Governo, mas há algo que os eleitores podem ter como garantido: independentemente do vencedor, a maioria dos trabalhadores e pensionistas em Portugal irá sentir uma redução dos impostos a pagar, com o alívio do IRS.

O Jornal Económico inicia esta semana uma análise à vertente económica dos programas eleitorais. E, no capítulo dos impostos, a redução da carga fiscal sobre quem tem rendimentos médios ou baixos consegue uma pouco usual convergência de todo o espectro parlamentar. Se o partido – ou o conjunto de partidos – que formar Governo assumir em pleno as propostas eleitorais, o imposto vai baixar para a maioria das famílias em Portugal.

Artigo publicado na edição semanal de 6 de setembro, de 2019, do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Produção industrial alemã cai para mínimos de uma década

Produção nas fábricas da Alemanha recuou para 5,7% em outubro. Economia da Alemanha volta a dar sinais de fraqueza, depois de ter escapado a uma recessão técnica no terceiro trimestre.

Governo formaliza benefícios fiscais em troca de investimentos de 68 milhões

Estes benefícios fiscais foram concedidos a quatro empresas por apresentarem um “particular interesse para a economia nacional”.

Greta Thunberg já chegou a Madrid para participar em greve climática com 100 mil manifestantes

A ativista ambiental vai participar numa manifestação esta sexta-feira na capital espanhola, com 100 mil participantes a exigir medidas para combater as alterações climáticas.
Comentários