PremiumAlívio do IRS é única promessa feita por todos

Todos os partidos defendem menos IRS para rendimentos médios e baixos. Noutros impostos há reduções para todos os gostos e más notícias paraos mais ricos. Mas esquerda e direita chegam a ter propostas semelhantes.

As eleições legislativas de 6 de outubro estão envoltas em incerteza quanto à configuração parlamentar que vai resultar da votação e aos acordos necessários para formar Governo, mas há algo que os eleitores podem ter como garantido: independentemente do vencedor, a maioria dos trabalhadores e pensionistas em Portugal irá sentir uma redução dos impostos a pagar, com o alívio do IRS.

O Jornal Económico inicia esta semana uma análise à vertente económica dos programas eleitorais. E, no capítulo dos impostos, a redução da carga fiscal sobre quem tem rendimentos médios ou baixos consegue uma pouco usual convergência de todo o espectro parlamentar. Se o partido – ou o conjunto de partidos – que formar Governo assumir em pleno as propostas eleitorais, o imposto vai baixar para a maioria das famílias em Portugal.

O PS, que está à frente das sondagens, promete “continuar a aumentar a progressividade do IRS” e que as medidas a adotar “deverão ser dirigidas ao alívio do esforço fiscal da classe média”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Leitores internacionais da Time Out não têm dúvidas: Bairro lisboeta de Arroios é o mais cool do mundo

A freguesia de Arroios, localizada na zona da Avenida Almirante Reis em Lisboa, superou bairros em Berlim, Lons Angeles, Nova Iorque, Tóquio ou Madrid.

Défice externo agrava-se para 1.633 milhões de euros até julho

O défice da balança de bens aumentou 2028 milhões de euros e o excedente da balança de serviços diminuiu 137 milhões de euros até julho, explica o Banco de Portugal.

“Universidade com 700 anos quer banir um alimento com milhares de anos? Incompreensível”. Produtores de leite revoltados com Universidade de Coimbra

A organização explica que a carne não é o principal produto das vacarias e que a venda ou engorda dos vitelos machos e das vacas após o fim da vida produtiva “é um complemento fundamental, quando o preço do leite está abaixo do custo de produção”.
Comentários