André Ventura em nova polémica, agora com a comunidade islâmica

Depois da polémica com a comunidade cigana, André Ventura volta a estar na ribalta pelos piores motivos: há um ano atrás, defendia uma “redução drástica da presença islâmica na União Europeia”.

Foto: Facebook PSD Loures

André Ventura, candidato do PSD à Câmara de Loures, ficou conhecido pelas polémicas declarações sobre a comunidade cigana, consideradas racistas por todos os partidos e que lhe valeram uma queixa-crime, apresentada pelo Bloco de Esquerda.

Apesar de André Ventura continuar a afirmar que não é racista nem xenófobo, o Público revela que o candidato à autarquia de Loures tem no seu Facebook, com data de 18 de julho de 2016, um post em que defende “a redução drástica da presença islâmica na União Europeia”.

Nesta publicação, com pouco mais de um ano, Ventura começa por sublinhar que “não sou nem nunca fui racista ou xenófobo”, prosseguindo com a afirmação de que “este tipo de terrorismo que vimos em Orlando ou em Nice obriga-nos a um olhar diferente sobre as comunidades islâmicas na Europa”. Na impossibilidade de realizar “qualquer prevenção que seja”, André Ventura afirma não ver “outra solução que não seja a redução drástica da presença islâmica na União Europeia”.

A publicação de André Ventura servia como lançamento para um artigo de opinião publicado no Correio da Manhã. Neste, o candidato à Câmara de Loures defendeu, a propósito do atentando de Nice, que “este terrorismo individualizado e desorganizado levanta sérios problemas à integração das comunidades islâmicas na Europa. Não havendo um processo de radicalização ou de adesão doutrinária, qualquer um, de raízes muçulmanas ou convertido, se torna uma potencial ameaça.”

André Ventura concluiu o seu artigo de opinião com a mesma ideia apresentada no post do Facebook: “Pode ser polémico e politicamente incorreto, mas não vou deixar de o dizer: é fundamental reduzir drasticamente a presença e a dimensão das comunidades islâmicas dentro da União Europeia. Não é só uma questão de segurança, mas de sobrevivência da nossa democracia.”

Recorde-se que, após as declarações polémicas sobre a etnia cigana, o CDS-PP retirou o apoio à candidatura de André Ventura à Câmara de Loures. O PSD manteve o seu apoio ao candidato, ação criticada por Manuela Ferreira Leite no seu espaço de opinião na TVI.

Ler mais
Relacionadas

Ferreira Leite: Passos Coelho devia ter deixado cair André Ventura

A antiga líder do PSD acusou Pedro Passos Coelho por não ter “cortado o mal pela raiz” e ter reiterado a posição de apoio a André Ventura.

Quem é André Ventura, o polémico candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures

É doutorado em Direito Público e co-autor de um livro com a “taróloga” Maya. É professor convidado da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa e declara que as pessoas de etnia cigana “vivem quase exclusivamente de subsídios do Estado” e “acham que estão acima das regras do Estado de Direito.” As duas faces do candidato autárquico que José Pinto Coelho, líder do PNR, considera ser um dos “seus”.
Recomendadas

Lisboa Protege. Autarquia disponibiliza 20 milhões de apoio às empresas a partir de hoje

Esta fase do programa está orçada em 35 milhões de euros, sendo que 20 milhões são para os empresários com quebra de faturação superior a 25% nos três primeiros trimestres do ano passado ou na totalidade dos trimestres.

BE quer acabar “presunção legal” de que trabalhadores aceitam despedimento assim que recebem compensação

O BE entende que, quando um trabalhador é despedido por razões que não são de justa causa, o recebimento da compensação prevista na lei não é suficiente para certificar que esse mesmo trabalhador se resigna ou se abstenha de contestar o despedimento na justiça, e pede que essa presunção legal seja extinta.

PS e PSD separados por 11 pontos. Bloco regressa à terceira posição

O partido de António Costa recolhe 37,6% das intenções de voto, mantendo-se acima dos 26,5% registados pelo PSD, que se mantém com a mesma intenção de voto que em janeiro, segundo a sondagem da Aximage para a TSF/DN/JN.
Comentários